Em má fase, Róger Guedes luta por espaço até com desfalques no Palmeiras

  • Julia Chequer/Folhapress

    Roger Guedes brilhou nas primeiras rodadas do Brasileirão, mas apresenta queda

    Roger Guedes brilhou nas primeiras rodadas do Brasileirão, mas apresenta queda

Há dez dias, Róger Guedes só tinha perdido um jogo do Brasileirão, suspenso. Mas a queda de rendimento do atacante lhe não custou não só a vaga entre os titulares, como a preferência entre os reservas. Nas últimas duas rodadas, o camisa 23 não saiu do banco e mesmo com muitos problemas no ataque não é o favorito para enfrentar o Atlético-PR, no domingo.

Veloz, Róger não costuma jogar como uma referência e esta é a posição sem dono para a próxima rodada. Na terça, no empate por 1 a 1 no jogo-treino contra o Nacional, ele foi testado como o jogador mais adiantado no primeiro tempo, mas pouco criou. Na etapa final, jogou ao lado de Rafael Marques e também foi mal: teve a chance de marcar ao driblar o goleiro, mas tocou a bola e desperdiçou o lance.

Além da má fase do atacante de 19 anos, pesa contra a última atuação do time com ele, Erik e Dudu juntos - a derrota para o Atlético-MG. Uma semana depois, Róger perdeu a bola no primeiro gol do Botafogo e foi substituído. Desde então, até Allione passou a ser mais usado por Cuca.

Sem Alecsandro, Barrios e talvez Leandro Pereira, Rafael Marques surge como a principal opção para a próxima rodada. Assim, o ex-jogador do Criciúma ficaria mais uma vez no banco. Cenário inimaginável para quem se entendeu tão bem com Gabriel Jesus e chamou a atenção na melhor fase do Verdão no Brasileiro a ponto de ter uma oferta de R$ 29 milhões do Spartak Moscou negada.

O Palmeiras deixou pré-acertado com o Criciúma a compra de 25% dos direitos de Róger por R$ 5 milhões em dezembro - já pagou R$ 2,5 milhões em outros 25%. A aposta no atacante é alta. Resta a ele mostrar que esta é só uma fase ruim, como a que passou o Verdão recentemente.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos