Disciplinado, zagueiro Bruno Alves quer Figueirense regular no 2º turno

É comum dizer que nos momentos de crise é que surgem as melhores oportunidades para crescer. Assim tem sido o caso do zagueiro Bruno Alves, do Figueirense, garantido no duelo deste sábado, contra a Ponte Preta, às 18h30, no Moisés Lucarelli, válido pela 20ª rodada do Brasileirão-2016.

Apesar de o Figueira fazer uma campanha irregular, brigando para se afastar da zona da degola, Alves, titular da zaga, se destaca justamente por sua regularidade, fator que pretende usar em favor do grupo para ajudar na recuperação na tabela neste segundo turno.

- Tudo que a gente treina na semana eu procuro colocar em prática nos jogos. Foco, marcação, concentração e isso tem me ajudado. Fico feliz e é um combustível a mais para me dedicar e colher frutos. Espero me manter regular, para fazer bons jogos e ajudar o Figueirense no segundo turno. Tenho total convicção de que vamos melhorar e dar um pulo na tabela. Temos um time de qualidade e temos feito bons jogos. Com algumas vitórias vamos ganhar confiança - disse ao LANCE!

O Figueirense, em contrapartida, é uma das poucas equipes do campeonato que ainda não perderam em casa, no entanto não conseguiu vencer como visitante, situação que vai encontrar novamente neste sábado frente à Ponte Preta.

- Nós jogadores temos nos cobrado muito para poder entender o motivo disso. Como mandante não fomos derrotados, mas como visitantes ainda não veio a vitória. Temos procurado fazer os acertos para melhorar, pois temos condições de buscar vitórias fora de casa no segundo turno e melhorar a nossa campanha - avisou.

Um dos segredos da regularidade e da boa fase de Bruno Alves é a sua disciplina. Até aqui, o zagueiro esteve presente em todos os jogos do Figueirense, levou apenas um cartão amarelo e tem média de menos de uma falta por partida, de acordo com o Footstats. Isso se deve a uma correção de erros cometidos no ano passado.

- Particularmente eu me cobro muito com isso, pois no ano passado eu tomava muito cartão bobo. Mas este ano foi uma das metas que eu coloquei, de levar menos cartões, e tenho conseguido. Como sou zagueiro, é difícil não cometer falta, mas procuro estar mais concentrado para dar os botes certos e roubar a bola sem falta. Tem vezes que é necessário fazer, mas tenho procurado roubar a bola sem e tem dado certo. Espero manter assim para o segundo turno - comentou.

Um dos zagueiros com mais desarmes certos e mais rebatidas no campeonato, Bruno está sempre atento aos seus números e estatísticas, para isso busca os analistas do clube para tomar conhecimento dos pontos em que evoluiu ou aqueles que precisam ser revistos. Para ele, isso ajuda e muito em seu desempenho.

- Procuro estar por dentro das estatísticas e vídeos. Peço sempre ao pessoal do clube para me passarem tudo, para analisar e poder ver o que dá para melhorar nos próximos jogos. Gosto de ver, analisar e ficar por dentro. Os números também são importantes e fazem com que você possa melhorar a cada partida. É algo que tenho interesse e sempre observo. Fico contente em ver a evolução e vou continuar sempre fazendo essas análises para identificar onde posso crescer.

Outro ponto em que Alves se baseia para acreditar na recuperação da equipe e em um segundo turno melhor, é o técnico Argel Fucks, que retornou ao clube após boa passagem no ano passado, quando foi determinante na evolução de suas atuações na posição. O comandante, ainda, conta com grande confiança do elenco.

- O Argel sem dúvida tem grande importância. Ano passado ele me deu oportunidades e tive alguns erros de posicionamento. Ele me chamou, assim que o treino acabou, para me passar algumas coisas. Isso me ajudou muito e os erros foram diminuindo para que eu crescesse cada vez mais. Pelo fato de ele ter sido zagueiro, me ajuda muito, passa confiança a todos e é um cara muito justo. Joga quem está melhor e tem uma grande identificação com o Figueirense. Todos só têm a crescer com ele.

Bruno Alves deseja ajudar o Figueira a ficar na Série A do Brasileirão, mas projeta algo mais para o time e também busca o objetivo pessoal de jogar todos os 38 jogos até o final da competição.

- O objetivo maior de todos aqui é a permanência na primeira divisão. Buscando isso, aí vamos tentar a Copa Sul-Americana, que é outra meta a ser cumprida aqui no clube. E eu tenho uma meta de jogar 36 jogos no Brasileirão. No máximo dois fora para descansar ou por conta do cartão e isso está correndo bem. Termino o primeiro turno jogando todos e essa continua sendo a meta, quem sabe até 38, jogando em alto nível e para colher os frutos no final do ano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos