Tarde olímpica: medalha do Brasil, 'zika' dos EUA, desmaio de finlandês e reação de Robert Scheidt

A tarde olímpica rendeu mais uma medalha para o Brasil nos Jogos Rio-2016 nesta sexta-feira. O judoca Rafael Silva, o Baby, conquistou o bronze na categoria pesado (mais de 100kg), "salvando" os homens brasileiros da modalidade. A torcida ainda teve motivos para sorrir no vôlei de praia, na natação e na marcha atlética.

Um fato nada agradável, no entanto, agitou o Time Brasil. Isso porque o primeiro atleta da casa foi flagrado em exame antidoping na Rio-2016. Trata-se do ciclista Kléber Ramos, de 30 anos.

Confira o que aconteceu de mais importante na tarde olímpica:

Judô

A primeira medalha de um judoca homem do Brasil veio no último dia de competições da modalidade. O brasileiro Rafael Silva, o Baby, conquistou o bronze na categoria pesado (mais de 100kg). Ele havia perdido para o francês Teddy Rinner nas quartas de final, bateu o holandês Roy Meyer na repescagem e, diante do uzbeque Abdullo Tangriev, garantiu a vitória que o colocou no pódio. Rinner conquistou o bicampeonato olímpico ao derrotar na final o japonês Hisayoshi Harasawa.

Vôlei de praia

O Brasil garantiu mais uma dupla nas quartas de final do vôlei de praia. Se de manhã Ágatha e Bárbara foram as brasileiras vitoriosas, no período da tarde foi a vez de Larissa e Talita vencerem pelas oitavas de final. Apesar do triunfo ter sido por 2 sets a 0, as parciais apertadas mostram o equilíbrio do duelo: 21-17 e 21-19.

Marcha atlética

Triste por ficar em quarto lugar, a apenas uma posição do pódio e, consequentemente, de uma medalha olímpica? Não é assim que Caio Bonfim reagiu diante de sua colocação na prova de 20 km da marcha atlética. Ele completou a corrida em 1h18min42, novo recorde brasileiro, e mostrou-se feliz com o desempenho, criticando a "capitalista cultura da medalha".

Tênis

O brasileiro Thomaz Bellucci bem que tentou, mas não conseguiu superar o favorito Rafael Nadal em duelo válido pelas quartas de final do torneio de simples do tênis olímpico. Atuando em casa e com o apoio da torcida, ele venceu o primeiro set, mas levou a virada e, no fim, acabou derrotado por 2 a 1, com parciais 6-2, 4-6 e 2-6.

Futebol

Um improvável resultado abriu a disputa das quartas de final do torneio feminino de futebol na Rio-2016. Favorita ao título, a seleção dos Estados Unidos perdeu para a Suécia em duelo disputado no Mané Garrincha. As suecas, que perderam de 5 a 1 do Brasil na fase de grupos, seguraram o empate de 1 a 1 e, nos pênaltis, aplicaram 4 a 3. Vale lembrar que a goleira estadunidense, Hope Solo, polemizou nas redes sociais antes de viajar ao Rio de Janeiro ao publicar foto com um "arsenal anti-zika vírus". A outra seleção já classificada para as semifinais é a Alemanha, que fez 1 a 0 na China.

A Seleção Brasileira feminina entra em campo ainda nesta sexta-feira. A partir das 22h, Marta & cia. encaram a Austrália no Mineirão. Quem vencer encara justamente a Suécia na semifinal. Na primeira fase, as brasileiras golearam as suecas por 5 a 1. O LANCE! transmite a partida contra a Austrália em tempo real.

Natação

Ainda sem medalhas na água, o Time Brasil conseguiu dois bons resultados na tarde desta sexta-feira. Etiene Medeiros completou os 50m livre em 24s82 e conseguiu a última vaga para as semifinais da prova mais rápida da natação. Já entre os homens, o destaque fica por conta da classificação à final do 4x100m medley. Guilherme Guido, Felipe França, Henrique Martins e Marcelo Chierighini lutarão, portanto, por uma medalha, quebrando um jejum brasileiro de 36 anos longe de finais olímpicas.

Vela

O grande destaque desta sexta-feira ficou por conta do brasileiro Robert Scheidt. Principal nome da vela para o Brasil, ele voltou a competir (na quinta, a classe Laser não teve provas) e pulou da quarta para a segunda colocação na classificação geral. Nas regatas do dia, terminou em quarto e quinto. Restam mais três regatas e, em evolução desde o primeiro dia de provas, Scheidt desponta como forte candidato a medalha.

Levantamento de peso

O destaque da modalidade nesta sexta-feira foi o finlandês Milko Olavi Tokola, que desmaiou depois de levantar 175kg em sua terceira tentativa na prova de arremesso do levantamento de peso. Ele foi rapidamente segurado por sua equipe técnica e, apesar do acidente, deixou o palco da competição caminhando.

Vale destacar que o brasileiro Welisson Rosa fechou a sessão (a mesma que o finlandês disputava) em oitavo lugar, com 325kg somados. Tokola, para efeito de comparação, fez 320kg.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos