A manhã olímpica: Robson Conceição é finalista no boxe e seleção feminina vence outra no handebol

O baiano Robson Conceição está a apenas uma vitória de escrever seu nome da história do boxe brasileiro com letras douradas. Nesta manhã, o pugilista derrotou o cubano Lázaro Álvarez, líder do ranking mundial, e se garantiu na final da categoria ligeiro (até 60kg). Se trouxer o ouro na terça-feira, Robson será responsável pelo primeiro título do Brasil no boxe olímpico.

Quem também trilha o caminho do sucesso no Rio de Janeiro é a seleção brasileira feminina de handebol. A equipe comandada pelo dinamarquês Morten Soubak derrotou Montenegro, por 29 a 23, e encerrou sua participação na primeira fase na liderança do Grupo A. O adversário do Brasil nas quartas de final será conhecido ainda neste domingo.

Boxe

Depois de um duelo muito duro, o baiano Robson Conceição despachou o cubano Lázaro Álvarez, atual campeão do mundo na categoria ligeiro (até 60 kg), e confirmou sua vaga na final olímpica. Pode vir ouro para o Brasil com o pugilista.

?

Já o pugilista Robenílson de Jesus, competidor da categoria galo (até 56 kg), não teve a mesma sorte de Robson Conceição e foi eliminado ainda na fase oitavas de final. Momentos antes do medalhista olímpico do Brasil subir no ringue, Jesus mediu forças com o norte-americano Shakur Stevenson, jovem promessa do boxe de seu país, e foi derrotado. Nesta tarde, às 13h45, outro brasileiro entra na luta. Pelas quartas de final da categoria meio-pesado (até 81kg), Michel Borges encara o cubano Julio César La Cruz. Se vencer, o pugilista garante, no mínimo, o bronze.

Handebol

A campanha da seleção brasileira feminina de handebol na primeira fase do torneio olímpico foi quase que irretocável. Nesta manhã, as meninas do Brasil derrotaram Montenegro, por 29 a 23, na Arena do Futuro e ficaram com a primeira posição no Grupo A, com quatro vitórias e apenas uma derrota. Agora, o time comandado pelo dinamarquês Morten Soubak espera seu adversário nas quartas de final.

Atletismo

Ainda nesta manhã, Jemima Jelagat Sumgong colocou Quênia no alto do pódio. A corredora venceu a maratona feminina com o tempo de 2:24:04 e ficou com o ouro no Rio de Janeiro. Melhor brasileira na prova, Adriana Aparecida da Silva, cruzou a linha de chegada no modesto 69° lugar geral.

Tiro esportivo

?

Outra competição que se despediu da Olimpíada na manhã deste domingo foi o tiro esportivo. Depois da prata de Felipe Wu no tiro de pistola de ar, distância de 10 metros, a equipe brasileira não conseguiu nenhum outro resultado expressivo no esporte. Hoje, o paranaense Cássio Rippel disputou a classificatória da carabina em três posições, distância de 50 metros, e ficou com a 44ª e última posição entre os competidores.

Esgrima

No último dia de competições na esgrima nos Jogos Olímpicos, o Brasil foi derrotado para a Venezuela na disputa de espada por equipes logo na estreia. O time da casa, formado por Athos Schwantes, Guilherme Melaragno e Nicolas Ferreira, não suportou as investidas ofensivas dos adversários e foram superados por 45 a 25.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos