Bayern resiste à pressão do Borussia e volta a ganhar a Supercopa Alemã

Após três temporadas com Pep Guardiola, o Bayern de Munique mudou. A vitória sobre o Borussia Dortmund por 2 a 0, neste domingo, no Signal Iduna Park, pela Supercopa Alemã, evidencia como o time bávaro vai encarar os adversários mais fortes. Será uma equipe mais cautelosa, com menos posse de bola e letal no contra-golpe, como prefere o técnico Carlo Ancelotti. Um time que suporta a pressão adversária com naturalidade.

Após três anos de insucessos, o Bayern de Munique volta a levantar a Supercopa do país. Com o título, os bávaros igualam o próprio rival deste domingo como o maior vencedor. Os dois rivais somam seis títulos cada.

O primeiro tempo foi dos goleiros. No entanto, Neuer teve que trabalhar muito mais do que Burki. O capitão da seleção alemã salvou três ocasiões claras no bombardeio do Borussia Dortmund. So outro lado, o suíço pegou, de forma quase impossível, uma cabeçada à queima roupa de Vidal.

O Borussia Dortmund foi melhor no primeiro tempo e merecia a vantagem antes do intervalo. O Bayern demorou a entrar no jogo e viu Ribéry perder a cabeça ao acertar a mão no garoto Passlack. O francês merecia a exclusão.

Neuer continuou salvando tudo e mostrando elasticidade durante a etapa final. Já os jogadores de linha do Bayern aguardaram o momento para atacar e chegar ao primeiro gol. Elemento surpresa, Vidal apareceu na entrada da área, parou no goleiro rival mais uma vez e só conseguiu empurrar para dentro no rebote. O chileno, lesionado, deixaria o campo minutos depois.

A desvantagem fez o Borussia Dortmund baixar a bola. O time se cansou e deixou o Bayern mais à vontade. Os bávaros aproveitaram e mataram o jogo. Hummels tocou Müller decretar a vitória dos visitantes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos