Egípcias do vôlei de praia deixam Rio com aprendizado e planos no esporte

As egípcias Nada Meawad e Doaa Elghobashy deixam o Rio de Janeiro nesta segunda-feira, rumo ao Cairo, com boas memórias de suas participações históricas nos Jogos Olímpicos Rio-2016. As atletas foram as primeiras a defender o país no megaevento, como mostrou o LANCE! no início do mês.

Muçulmanas, elas chamaram a atenção do mundo por jogarem de calças compridas. Doaa, em especial, roubou a cena com seu hijab, o véu islâmico que preserva os cabelos. Nada não segue a mesma tradição, mas cobre as pernas para atender à recomendação da Federação Internacional (FIVB), segundo a qual os integrantes de uma dupla devem atuar com roupas iguais.

- Infelizmente, não pudemos contar com a torcida no nosso último jogo, já que ele aconteceu em uma quadra sem arquibancadas. Mas ficamos muito felizes com todo o apoio que recebemos no Rio de Janeiro - afirmou a atleta ao L!.

Com apenas três meses de preparação juntas, as atletas não conseguiram vencer um set sequer no torneio, em três partidas.

O duelo a que Nada se referiu foi contra a dupla Ludwig/Walkenhorst,da Alemanha. Ele foi realocado para agilizar a programação, já que havia muitos jogos no dia na quadra principal da arena. Agora, elas podem se orgulhar de um feito histórico. E garantem que utilizarão isto a seu favor.

- É certo que pretendo dar sequência ao vôlei de praia e buscar disputar as grandes competições, como o Circuito Mundial. Tivemos muito pouco tempo para treinar. Mas iremos evoluir - disse Doaa, ao ser perguntada sobre o futuro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos