Italianos travam disputa por Bruno Henrique, mas Corinthians impõe condição

  • Friedemann Vogel/Getty Images

A chance do volante Bruno Henrique ser vendido pelo Corinthians ainda não está descartada. Dias após rejeitar uma investida inicial do Torino (ITA), o clube tomou conhecimento de que o Palermo, também da Itália, tem interesse no volante de 26 anos, e que tem contrato no Timão só até o fim da temporada. Como o Torino ainda não desistiu do negócio, os dois clubes italianos devem travar uma disputa nos próximos dias, e o Corinthians impõe apenas uma condição: o pagamento da multa rescisória de 4 milhões de euros (cerca de R$ 14 milhões).

O Timão detém apenas 25% dos direitos econômicos de Bruno Henrique e não tem interesse na negociação, já que lucraria cerca de R$ 3,5 milhões com a venda de um jogador que atualmente é titular. Porém, como o contrato é curto e há multa estabelecida, o clube não tem alternativas além de bater o pé pelo pagamento integral deste valor. Na última semana, o presidente Roberto de Andrade fez pressão a respeito do caso.

"Pelo que conversei com ele deve ser uma proposta boa, porque ele se mostrou muito interessado em jogar no futebol europeu. Nossa ideia é sempre você segurar o time inteiro, mas não podemos esquecer que quando há vontade do jogador deixar o clube, não é a vontade do clube que prevalece. Mas, pelo Corinthians, o Bruno não deixaria de trabalhar conosco nunca, é um grande jogador, importante para o time", relatou o mandatário, na ocasião.

A investida inicial do Torino foi de 2,7 milhões de euros, e o clube italiano também não pretendia pagar o valor à vista. As condições incomodaram o Timão, que rejeitou a oferta e esfriou as conversas. Agora, há sinalização de que o Palermo fará uma proposta com valor bem próximo da multa. Pela disputa e o prazo curto para o acordo (a janela de transferências se encerra em 31 de agosto na Europa), a negociação deve se intensificar nos próximos dias.

O tempo é aliado do Corinthians. Caso as novas ofertas não agradem ao clube e Bruno Henrique permaneça, deve assinar a renovação de seu contrato por duas temporadas, algo que vem sendo discutido entre jogador e representantes desde abril deste ano, e que só foi adiado em razão das propostas europeias.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos