Poliana vê francesa desclassificada e leva medalha história para o Brasil

A brasileira Poliana Okomoto conquistou uma medalha histórica para o Brasil na maratona aquática, de forma inusitada. Ela perdeu fôlego na reta final da prova de 10km dos Jogos Olímpicos Rio-2016, disputada em Copacabana, e terminou na quarta colocação, mas viu a francesa Aurelie Muller ser desclassificada. Com isso, assegurou um lugar no pódio, o primeiro do país na modalidade.

A infração aconteceu porque a então vice-campeã se apoiou na italiana Rachele Bruni, no fim da disputa. Já Ana Marcela Cunha, que era considerada favorita ao ouro, amargou o 11º lugar.

A holandesa Sharon Van Rouwendaal completou o percurso em 1h56m32s1 e foi a campeã. Com o episódio envolvendo a francesa, a prata terminou nas mãos da italiana Bruni.

Poliana também "salvou" a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) de sair da Rio-2016 sem medalhas, após os maus resultados da natação no Estádio Aquático.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos