Para fazer história, craque da Nigéria se inspira em vitória sobre o Brasil

A Nigéria deve ter grande apoio da torcida brasileira na Arena Corinthians, a partir das 16h desta quarta-feira, na semifinal do torneio olímpico de futebol, contra a Alemanha - os 7 a 1, obviamente, aumentam a rejeição dos germânicos. Mas é justamente uma vitória histórica contra a Seleção Brasileira que inspira a seleção africana, sobretudo seu camisa 10, John Obi Mikel.

Em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira, em Itaquera, o meia do Chelsea foi questionado sobre a vitória da Nigéria sobre o Brasil na semifinal da Olimpíada de Atlanta, em 1996. Na ocasião, a equipe de Dida, Roberto Carlos, Bebeto, Rivaldo e Ronaldo vencia por 3 a 1 e sofreu o empate nos minutos finais do tempo normal. Kanu marcou o gol de ouro na prorrogação e classificou a Nigéria para enfrentar - e bater - a Argentina na decisão do ouro. O Brasil de Zagallo ficou com o bronze.

- Lembro um pouquinho (risos). Me lembro do dia, eu estava dormindo e meu pai me acordou para ver o jogo, me lembro dos gols. É algo que me inspira. Espero que a gente conquiste a medalha de ouro para inspirar novas crianças na Nigéria - disse Mikel, que tinha nove anos naquela época.

Na Rio-2016, a Nigéria se classificou em primeiro lugar no grupo que tinha Suécia, Japão e Colômbia. Nas quartas, eliminou a Dinamarca com uma vitória por 2 a 0. Agora, precisa eliminar a Alemanha para encarar Honduras ou o próprio Brasil na decisão.

- É minha primeira Olimpíada, é algo que ainda falta na minha carreira. Estamos todos com esse objetivo aqui, eu, o treinador, todos os jogadores... É isso que me move. Espero voltar para casa com a medalha de ouro - completou Mikel, um dos atletas acima dos 23 anos convocados pelo técnico Samson Siasia.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos