Walsh volta a ser carrasca do Brasil, e Larissa/Talita perde bronze no Rio

Se o objetivo do ouro não veio, Larissa e Talita precisavam encontrar nova motivação. Elas até tentaram mudar o semblante nesta quarta-feira. Mas, apesar dos esforços, não resistiram a uma velha carrasca do Brasil: Kerri Walsh. A americana tricampeã olímpica, agora ao lado da parceira April Ross, virou um jogo que começou ruim, venceu por 2 a 1, com parciais de 17-21, 21-17 e 15-9, na Arena de Copacabana, e faturou o bronze nos Jogos Olímpicos Rio-2016.

Acostumadas com um público maior do que desta noite em Copacabana, as brasileiras ignoraram qualquer fator externo no início. Mudaram a expressão fechada e pouco vibrante vista na derrota para as alemãs Ludwig e Walkenhorst, na semifinal. Pareciam caminhar bem. Mas presenciaram um crescimento das oponentes, que aos poucos calaram a torcida.

Foi apenas mais um capítulo de decepções brasileiras protagonizadas por Walsh Em Atenas-2004, com a ex-parceira Misty May-Treanor, ela derrotou Adriana Behar/Shelda na decisão. Em Pequim, eliminou Larissa/Ana Paula nas quartas de final, assim como Talita/Renata, na semi. Acabou campeã, bem como na Inglaterra. Para Ross, que foi prata em Londres-2012, ao lado de Jennifer Kessy, foi a segunda medalha olímpica.

E a carrasca estava mordida após a derrota para Ágatha e Bárbara Seixas na semifinal do torneio no Rio. A vibração após cada ponto era mais intensa desta vez. Ela queria mostrar seu melhor. Mas, na metade do primeiro set, a estrela do esporte nos Estados Unidos se perdeu em dois erros seguidos de ataque. As donas da casa tomaram conta do set e fecharam após ataque de Talita no corredor, com habilidade.

No segundo set, Walsh se recuperou. Ross cresceu junto. A estratégia era sacar em Talita. Uma aposta em razão dos altos e baixos da sul-mato-grossense no torneio. Não que a brasileira tenha se desestabilizado, mas os ataques das visitantes entraram, Assim como o paredão da "lenda" Walsh. Foi o suficiente para esfriar a festa brasileira e levar a disputa para o tie-break.

As americanas roubaram a cena no momento decisivo da partida. Mantiveram a pegada da parcial anterior e abriram vantagem. Se Talita não definia o ataque, Ross estava preparada para matar o ponto. Walsh cresceu nos bloqueios e selou o resultado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos