Após ouro olímpico, Martine e Kahena deixam futuro em aberto

Martine Grael e Kahena Kunze vivem a ressaca mais gostosa de suas vidas. Afinal de contas, a parceria das brasileiras em sua primeira Olimpíada já rendeu frutos, com a medalha de ouro, a única da vela na Rio-2016, conquistada nesta quinta-feira na classe 49er FX. A continuidade da dobradinha, no entanto, ainda é incerta para Tóquio-2020.

Após a cerimônia de premiação, Kahena e Martine foram questionadas sobre os projetos futuros. Apesar de não descartarem o seguimento da parceria, afirmaram que ainda não pensaram nas possibilidade na carreira.

- Não tem preço estar ao lado da Martine. Faria tudo de novo nesses últimos quatro anos. Tivemos momentos incríveis, de muito aprendizado. Claro que teve altos e baixos, mas é uma amiga e uma pessoa incrível. Ainda não tenho objetivo futuro, a ficha ainda não caiu e não parei para pensar no tema - revelou Kahena.

Já Martine também fugiu do tema ao ser questionada sobre o futuro.

- Não estou pensando. Pergunta daqui a seis meses que eu posso ter uma noção sobre essa questão - afirmou.

A parceria entre Martine e Kahena, que começou em 2012, rendeu um título mundial em 2014 e agora a medalha de ouro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos