Governo injeta dinheiro e Paralímpiada respira aliviada

Alívio para a Paralimpíada. O Comitê Rio-2016 disse que o problema de falta de verba para a organização dos Jogos que começam no dia 7 de setembro está resolvido. Embora ainda tenha um empecilho com o TRE (uma liminar impede a recepção de verba pública, no caso da prefeitura do Rio, em ano eleitoral) uma ajuda do governo federal chegou em boa hora.

- Todo o esquema para o financiamento foi resolvido com a ajuda do governo federal, parceiro excepcional que financiará parte do que ainda precisamos. O presidente em exercício Michel Temer esteve aqui (NR: uma visita na quinta-feira), voltará para a Paralimpíada e o Brasil tem motivos para ficar contente, pois, com esta verba, realizaremos um segundo evento de alto nível - disse o diretor de comunicação Mário Andrada.

O valor do recurso não foi informado pelo Rio-2016. Segundo o comitê, o total não é fixo e depende da necessidade de alguns gastos. Mas é certo que boa parte siga direto para o Comitê Paralímpico Internacional, que repassará para as federações de países mais pobres comprarem passagens aéreas para seus atletas.

- O número final da ajuda dependerá de detalhes da necessidade de alguns gastos. Fica difícil definir se será R$ 100 mil ou R$ 200 mil. Temos de provar a ajuda nessas despesas e a transparência dos recursos é ainda mais necessária - disse Andrada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos