Martine Grael decreta: 'As mulheres estão representando bem o Brasil'

As medalhistas de ouro na vela nos Jogos Rio-2016, Martine Grael e Kahena Kunze aproveitaram o dia de folga para visitar a Casa Brasil, nesta sexta-feira, junto à equipe de Vela do País. Filha de Torben Grael, dono de cinco medalhas olímpicas para o Brasil, e sobrinha de Lars Grael, que possui dois bronzes em Jogos, Martine destaca o trabalho realizado para atingir a meta e o bom desempenho das mulheres brasileiras na Rio 2016, como as medalhas de Rafaela Silva e Mayra Aguiar (judô) e de Poliana Okimoto (maratona aquática).

- As mulheres estão representando bem o País nesta Olimpíada. A nossa conquista mostra para a garotada que nada é impossível. Se você tem garra e força de vontade, pode chegar em qualquer lugar - disse a medalhista de ouro na vela.

Poliana Okimoto, bronze a maratona aquática, também esteve presente no evento. A medalhista relembrou o drama vivido nos Jogos de Londres 2012 até subir ao pódio no Rio de Janeiro. Na Europa, a atleta sofreu hipotermia e teve de abandonar a prova.

- Após Londres 2012, eu fiquei decepcionada. Tive dificuldades para aceitar o resultado. Eu acho que eu poderia ter conquistado a medalha. A hipotermia me ensinou muito também. Eu tirei forças de uma situação negativa para transformá-la em positiva. Isso me tornou em uma atleta mais forte. Essa medalha veio para coroar todo o trabalho da minha carreira de altos e baixos, de muitos obstáculos e de muitos limites que eu superei - analisa Okimoto.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos