Tio de Bruno Schmidt promete música no Fantástico no domingo

A família Schmidt roubou a cena após Bruno, ao lado do parceiro Alison, conquistar o título olímpico no vôlei de praia.

O tio Oscar, o Mão Santa do basquete brasileiro, comentou a partida pela Fox Sports. Antes das entrevistas começarem na Arena de Copacabana, ele admitiu ter chorado bastante ao presenciar o título do sobrinho.

Já Tadeu Schmidt, apresentador do "Fantástico", diz ter chorado pela terceira vez seguida. E assim terá direito a pedir música no programa dominical da Globo.

- Pela primeira vez, está no regulamento que quem chora três vezes com sobrinho campeão olímpico, pode pedir música no Fantástico. Já pedi aquela música da Tina Turner, que ela cantava com Ayrton Senna. Quero ouvir Simply the Best, porque eles são os melhores do mundo - falou.

Tadeu aproveitou para citar o irmão Oscar ao festejar a medalha do sobrinho Bruno.

- Ele (Oscar) chegou tão perto de conquistar a medalha olímpica, mas por vários acontecimentos ele não conseguiu. E ele merecia tanto. Agora a medalha vem com o Bruno. E de ouro!

Oscar disputou cinco Olimpíadas com a Seleção de basquete: Moscou-1980, Los Angeles-84, Seul-88, Barcelona-92 e Atlanta-96. Ele tem os recordes de maior cestinha da competição, mais minutos jogados e maior média de pontos em uma única edição: 42,3 pontos. Em três ocasiões, ele terminou os Jogos na quinta colocação.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos