Isaquias entra para a história e se diz realizado pelas três medalhas ganhas

Minutos depois de cruzarem a linha de chegada da Lagoa Rodrigo de Freitas na segunda posição na final da prova C2 1.000m e garantir a terceira medalha do Brasil na canoagem, Isaquias Queiroz e Erlon de Souza falaram sobre a conquista inédita. Ainda ofegante por conta do esforço, o primeiro atleta brasileiro na história dos Jogos a conquistar três medalhas em uma mesma edição olímpica disse estar com o sentimento de dever cumprido.

"Me sinto muito feliz de ter quebrado esse recorde, mas, como falei não é só eu. Tenho muito que agradecer à minha equipe e aos que me ajudaram. Me sinto realizado", declarou Isaquias Queiroz, o ilustre atleta da pequena Ubaitaba, município no interior da Bahia com poucos mais de 25 mil habitantes.

Já o também baiano Erlon de Souza, que conquistou sua primeira medalha olímpica na carreira, fez questão de agradecer ao público que esteve no Estádio da Lagoa na manhã deste sábado - o penúltimo dia de competições nos Jogos do Rio.

"Sabemos que qualquer empurrão a mais durante a prova ajuda muito. A torcida brasileira nos jogou para cima", agradeceu Erlon.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos