Denis volta a brilhar no São Paulo, mas lamenta: 'Gol foi um castigo'

A caminhada de Denis para apagar o irregular primeiro semestre de 2016 segue firme. Neste domingo, o goleiro foi o grande nome do São Paulo no empate em 1 a 1 com o Internacional ao executar três defesas difíceis, mas não saiu satisfeito do Beira-Rio. O camisa 1 acredita que poderia ter evitado o gol dos colorados já na reta final do segundo tempo.

O trabalho de Denis na 21ª rodada do Campeonato Brasileiro começou com pancada de voleio de Ariel, em que a bola foi espalmada para escanteio. Na cobrança, Paulão aproveitou desvio na primeira trave e bateu firme, mas o arqueiro tricolor saiu de forma corajosa e mostrou reflexo para esticar a mão esquerda e defender.

Depois, em novo escanteio, rebateu cabeçada de Sasha e contou com a ajuda de Lyanco e da trave para ver chute de Seijas sair pela linha de fundo. A frustração do goleiro veio quando o zagueiro Ernando recebeu cruzamento da esquerda e desviou mal, mas teve a sorte a favor para empatar o jogo.

"Estou chateado. No gol do Inter, depois que a bola bate no Mena, saio para fazer a defesa e escorrego. Gol foi um castigo. Nosso time não precisa sofrer tanto em campo. Falta controlar a bola, ter posse e criar mais. Preferia trabalhar menos e o time sair vencedor de campo. Fico feliz que pude ajudar o time mais uma vez", afirmou Denis, ao GloboEsporte.com.

Denis tem acumulado boas atuações no segundo semestre. Depois da eliminação na Copa Libertadores da América para o Atlético Nacional (COL), o camisa 1 se destacou nos empates com Corinthians e Chapecoense, na derrota para o Grêmio e na vitória contra o Santa Cruz, garantida graças a um pênalti defendido aos 40 minutos do segundo tempo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos