Eliud Kipchoge, do Quênia, conquista o ouro olímpico na maratona

A maratona, uma das provas mais tradicionais e aguardadas dos Jogos Olímpicos, foi vencida na manhã deste domingo pelo queniano Eliud Kipchoge com o tempo de 2h08min44s. A medalha de prata ficou com o etíope Feyisa Lilesa (2h09min54s) e o bronze ficou nas mãos do americano Gallen Rupp (2h10min05s). Melhor brasileiro na prova, Paulo Roberto da Silva cruzou a linha de chegada no Sambódromo da Marquês da Sapucaí na 15ª posição (2h13min56s).

Potência nos esportes de resistência, o Quênia coroou seu segundo campeão olímpico na maratona, modalidade disputada ininterruptamente desde o início dos Jogos Modernos em Atenas-1896. Depois de Samuel Wanjiru conquistar o ouro em Pequim-2008, Kipchoge recuperou o trono para o país africano.

A disputa começou no Sambódromo da Marquês de Sapucaí e passou pelas regiões centrais e Sul do Rio de Janeiro até retornar ao local de partida. Até o quilômetro 32 da prova, o pelotão dos líderes era formado por oito atletas. Nesta etapa, porém, começou a arrancada de Kipchoge. Com passadas largas e mantendo um ritmo constante, o queniano se desgarrou dos adversários e não teve companhia até a linha de chegada.

Quinto colocado nos Jogos de Londres-2012, o brasileiro Marilson dos Santos, de 39 anos, terminou sua última prova olímpica na 59ª posição. Já Solonei Rocha da Silva cansou nos três quilômetros finais e cruzou a linha de chegada na 78ª posição entre os competidores. Já Paulo Roberto de Almeida fez uma boa prova ao terminar em 15°, o melhor resultado do país nesta Olimpíada.

?

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos