Palmeiras só empata com a Ponte Preta e vê rivais se aproximarem

O Palmeiras sofreu com velhos algozes e viu a vantagem na liderança diminuir. Contra o time que até este domingo estava 'zerado' no Allianz Parque, o Verdão ficou à frente duas vezes no placar e parecia estar prestes a exorcizar este mini-tabu, mas não segurou a vantagem e empatou em 2 a 2. William Pottker, autor do segundo gol da Macaca, já havia atrapalhado o Verdão na arena em 2016.

Dos camarotes, o medalhista olímpico Gabriel Jesus, acompanhado de Fernando Prass e Barrios, assistiu ao primeiro tempo mais seguro do Palmeiras. Enquanto a Macaca não abria mão de sua organização defensiva, o Verdão mostrava-se paciente para trocar passes. Foi em uma jogada bem trabalhada entre Moisés, Róger Guedes e Cleiton Xavier que Rafael Marques só empurrou para o gol: 1 a 0.

Apesar da vantagem, pouco aconteceu - Jailson, em dois lances, fez duas boas defesas, mas a vitória era justa. Quando o time estava no intervalo, Jesus foi mostrar à torcida sua medalha olímpica. Tudo era festa, certo? Errado. Em um vacilo, Vitor Hugo errou o desarme e deixou Wellington Paulista livre para empatar.

A torcida se calou, e o time ficou afobado, abusando de cruzamentos para a área da Ponte. Foi assim que Aranha, ex-Palmeiras, fez uma linda defesa, quando a bola de Rafael Marques já escapava do seu alcance.

E foi assim também que Rafael Marques disputou com o goleiro da Macaca, e Thiago Martins empurrou para o gol vazio: Palmeiras de novo na frente! Só que a Ponte, que havia vencido os dois jogos que disputou na arena, respondeu em seguida. William Pottker, em chute forte, marcou seu terceiro gol no Allianz em 2016 (ele havia feito dois pela Ferroviária, no Paulista, também).

De um lado, Aranha enrolou o máximo que pôde a cada defesa, enquanto do outro Jailson ainda defendeu uma falta no fim e tinha pressa. Não adiantou. Depois de três jogos, o Palmeiras segue sem vencer no Allianz Parque da Ponte e ainda é líder. Só que agora a distância para o Atlético-MG, segundo colocado, é de dois pontos. Se o Santos vencer, cairá para um. Empate amargo contra o visitante mais chato do novo Palestra Itália.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 2 X 2 PONTE PRETA

Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)

Data-Hora: 21/8/2016 - 16h

Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-SC)

Auxiliares: Carlos Berkenbrock e Nadine Schramm Bastos (SC)

Público/renda: 29.138 pagantes/R$ 1.866.689,88

Cartões amarelos: Rafael Marques, Thiago Martins, Thiago Santos (PAL), Aranha, Thiago Galhardo, Reinaldo, Nino Paraíba, Fabio Ferreira (PON)

Cartões vermelhos: -

Gols: Rafael Marques (16'/1ºT) (1-0), Wellington Paulista (6'/2ºT) (1-1), Thiago Martins (24'/2ºT) (2-1), William Pottker (27'/2ºT) (2-2)

PALMEIRAS: Jailson; Jean, Thiago Martins, Vitor Hugo, Zé Roberto (Egídio, no intervalo); Tchê Tchê, Moisés e Cleiton Xavier (Allione, aos 21'/2ºT); Dudu, Rafael Marques e Róger Guedes (Thiago Santos, aos 26'/2ºT). Técnico: Cuca.

PONTE PRETA: Aranha; Nino Paraíba, Douglas Grolli, Fabio Ferreira e Reinaldo; João Vitor, Maykon (Thiago Galhardo, no intervalo), Wendel (Abuda, aos 26'/2ºT) e Clayson; William Pottker (Rhayner, aos 28'/2ºT) e Wellington Paulista. Técnico: Eduardo Baptista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos