Especialista americano: 'Reputação de Ryan Lochte se afogou na piscina'

Em entrevista para revista "Vanity Fair", uma das mais populares dos Estados Unidos, Eric Schiffer, presidente da Reputation Management Consultants (Consultores de Gestão de Reputação) disse que o nadador Ryan Lochte - que admitiu ter forjado uma história na qual ele e seus companheiros James Feigen, Gunnar Bentz, e Jack Conger foram assaltados à mão armada no Rio durante os Jogos - não tem muito o que fazer para tentar recuperar a reputação.

- Sua imagem se afogou no fundo da piscina. Sua carreira está ameaçada de extinção e isso terá um efeito de granadas na sua conta bancária, pois qualquer anunciante passará a olhar para ele como um pária no mundo moderno - disse.

Prova disso é que as empresas que patrocinavam o nadador dono de 12 medalhas olímpicas anunciaram o rompimento dos seus contratos. São elas Speedo, Ralph Lauren, Airweave e Syneron-Candela.

Schiffer diz que o único caminho que resta a Lochte é manter-se competitivo nas piscinas para, talvez, mantendo bons resultados conseguir limpar um pouco o seu nome.

- Esta a sua melhor chance. Nas raias, Lochte ainda é um dos grandes e ele pode tentar continuar a carreira em alto nível. Assim, no futuro, pode ser que recupere uma pequena parte da reputação que perdeu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos