Metade gol, metade cartão: 'rebelde' Cueva é a esperança do São Paulo

O São Paulo precisa de gols. A estratégia do técnico Ricardo Gomes passa por melhoria ofensiva e controle das ações para superar o Juventude nesta quarta-feira, às 21h45, no Morumbi, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. A ordem é atacar e por isso o meia Cueva é uma das esperanças. Só que metade do peruano é gol e a outra metade é preocupação.

No último domingo, contra o Internacional, Cueva marcou seu 4 gol pelo São Paulo e se isolou como artilheiro do time no Campeonato Brasileiro. Em contrapartida, recebeu seu 5 cartão amarelo, em apenas nove partidas disputadas. A situação preocupa o clube.

Na volta de Porto Alegre, profissionais do São Paulo conversaram com o jogador peruano sobre o assunto. Cueva foi alertado sobre as peculiaridades da arbitragem brasileira e orientado a falar menos com eles. Dois dos cartões amarelos recebidos foram por reclamação.

A ideia é que o camisa 13 fiquei mais tranquilo para poder ajudar mais o São Paulo dentro de campo. A ineficiência do ataque foi o que mais incomodou o técnico Ricardo Gomes em sua estreia e por isso ele fará mudanças para o jogo de hoje. O lateral-esquerdo Carlinhos, por exemplo, ficará com o lugar de Mena. Ele é mais ofensivo.

Sobre Cueva, os companheiros também estão preocupados com a situação do jogador, que demonstrou bom futebol, mas precisará de cuidados para não desfalcar o time em uma competição decisiva.

- Hoje em dia não dá para reclamar muito com a arbitragem, porque eles (árbitros) têm sido muito rígidos. Então é ter um pouco mais de tranquilidade, ele é um jogador experiente, para não acontecer mais - afirmou Hudson.

Com Cueva tranquilo, o São Paulo espera dar o primeiro passo em busca do título inédito. A ideia é abrir boa vantagem para decidir com tranquilidade em Caxias do Sul. O segundo jogo está marcado para o dia 21 de setembro.

Vale lembrar que o meia peruano já não pôde ajudar o time na Libertadores, pois já tinha disputado a competição pelo Toluca (MEX). Então, sem amarelar nos cartões, ele pode ser decisivo para o time.

OS CARTÕES DE CUEVA

Fluminense

Por falta no início do jogo, em sua estreia pelo clube. São Paulo ganhou por 2 a 1.

Corinthians

Comemoração do gol na Arena, no empate por 1 a 1, teria sido provocativa à torcida adversária. Cueva colocou a mão na orelha.

Chapecoense

Meia tentou cobrar escanteio rápido, mas a bola estava com o auxilliar. Ele pediu de forma mais ríspida, e o árbitro viu como reclamação, no 2 a 2.

Botafogo

Mais um cartão por reclamação, desta vez após uma falta, na derrota por 1 a 0 no Morumbi. Jogador ficou muito incomodado com a decisão.

Internacional

No último domingo, meia recebeu cartão por retardar uma cobrança de falta no segundo tempo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos