Surfe: Slater dá show nos tubos de Teahupoo e chega à quinta vitória

O onze vezes campeão mundial Kelly Slater deu mais um show nos tubos de Teahupoo e aumentou para cinco o seu recorde de títulos conquistados em sete finais na etapa mais desafiadora do Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour.

Ele fez uma bateria perfeita computando duas notas 10 em sua primeira apresentação na terça-feira, com ondas de 5-7 pés e tirou outro 10 contra Bruno Santos nas quartas de final. Ao todo, Slater somou 19,67 pontos de 20 possíveis na decisão contra John John Florence. O havaiano garantiu a liderança no Jeep WSL Ranking nas semifinais, quando venceu por 19,66 a 19,23 um duelo sensacional com Gabriel Medina, que também surfou nesta bateria.

- Quando olho para trás, vejo que essa foi uma das melhores vitórias que já tive Fazer uma final com o John John (Florence) é um sonho para mim. Não é nenhum segredo que estou na reta final da minha carreira. O John John e o Gabriel (Medina) estão vindo agora e esses caras são dois monstros. O John John é um grande surfista, então quero ver quantas baterias posso fazer com ele aqui, onde ele e o Gabriel são os favoritos. Este é um momento muito especial para mim e estou muito feliz por tudo que aconteceu hoje aqui - disse Kelly Slater.

O último dia do Billabong Pro Tahiti foi marcado por grandes performances dos melhores surfistas do mundo, com os dois finalistas surfando mais de trinta tubos em Teahupoo.

Slater já tinha vencido o maior desafio da Liga Mundial de Surf em 2000, 2003, 2005, 2011 e agora conquista a 55.a etapa da sua carreira. Com os 10.000 pontos recebidos no Taiti, o maior ídolo do esporte saltou da 19.a para a oitava posição no Jeep Leaderboard. Já o havaiano John John Florence tirou a lycra amarela do australiano Matt Wilkinson e Gabriel Medina permaneceu em terceiro lugar. Somente os três brigarão pela ponta na próxima etapa: o Hurley Pro Trestles, de 7 a 18 de setembro em San Clemente, na Califórnia-EUA.

NOVO LÍDER

O vice-campeonato de John John Florence é o melhor resultado do havaiano em Teahupoo e valeu a lycra amarela de número 1 do Jeep WSL Leader, que ele vai usar na próxima etapa em Lower Trestles. No caminho para chegar na grande final na terça-feira, Florence derrotou Joel Parkinson na quinta fase, depois o também australiano Julian Wilson e Gabriel Medina em outra bateria fantástica do último dia do Billabong Pro Tahiti.

- Estou super feliz por ser o líder do Jeep Ranking", disse John John Florence. "Mas, neste momento, é apenas uma lycra amarela, pois o que conta mesmo é no final do ano e ainda há um longo caminho até lá. Certamente, vou trabalhar bastante para ficar com ela até o fim - contou.

CONFRONTO DIRETO

A primeira posição no Jeep Leaderboard foi disputada num confronto direto com Gabriel Medina, que pelo terceiro ano consecutivo chegou às semifinais do Billabong Pro Tahiti. Ele venceu esta etapa em 2014, quando conquistou o título mundial, foi vice-campeão na final contra o francês Jeremy Flores no ano passado e agora terminou em terceiro lugar.

MUDANÇAS NO RANKING

Além de Slater, quem também subiu bastante no ranking foi o australiano Adrian Buchan, que terminou empatado em terceiro lugar no Billabong Pro Tahiti com Gabriel Medina. Com os 6.500 pontos recebidos, Buchan saltou da 11.a para a quarta posição no Jeep Leaderboard, antes ocupada pelo atual campeão mundial Adriano de Souza. O australiano Julian Wilson e o sul-africano Jordy Smith também ultrapassaram Mineirinho, que não passou nenhuma bateria em Teahupoo. Esse ano o brasileiro caiu para o sétimo lugar na classificação geral das sete etapas completadas no Taiti.

Outros brasileiros que também perderam posições no ranking por terem ficado em último lugar no Billabong Pro Tahiti foram os paulistas Caio Ibelli (de 12.o para 16.o), Filipe Toledo (13.o para 17.o) e Wiggolly Dantas (14.o para 18.o). Já Miguel Pupo permaneceu em 22.o, fechando o grupo dos 22 que são mantidos na elite dos top-34 da World Surf League para disputar o título mundial do ano que vem. Entre os integrantes da atual "seleção brasileira", continuam foram da zona de classificação o catarinense Alejo Muniz (26.o), o potiguar Jadson André (28.o) e o paulista Alex Ribeiro (38.o).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos