Bueno não vê Santos "relaxado", mas pede atenção para evitar gols no fim

  • Divulgação/Santos FC

Apesar da grande atuação na noite da última quarta-feira, contra o Vasco, na Copa do Brasil, o Santos voltou a sofrer com uma velha dificuldade: o gol sofrido no fim da partida. Com 3 a 0 até os 50 da etapa final, o Santos deixou o Cruz-Maltino diminuir e sonhar com a classificação às quartas de final.

No entanto, não é apenas na Copa que isso incomoda. Diante do Coritiba, no Brasileirão, por exemplo, o Peixe sofreu a virada também nos minutos finais. Em coletiva após o jogo com o Vasco, Dorival disse que falta 'equilíbrio' à equipe. O meia Vitor Bueno concorda com o treinador e vê 'falta de atenção' no fim dos jogos.

"Se o professor falou, está falado. Se ele falou, falta equilíbrio, sim. O que posso dizer é que não queremos tomar gol, claro que não. Acho que uma falta de atençãozinha no fim acaba resultando nesses gols que tomamos", analisou.

Bueno, entretanto, não vê o Santos 'relaxado', principalmente diante de adversários ameaçados pela zona do rebaixamento, caso do Figueirense, adversário do próximo domingo, na Vila Belmiro, pelo Brasileirão.

"Acho que não existe esse relaxamento, entramos em todos os jogos para vencer. Acabamos não fazendo o segundo contra o Coritiba, eles gostaram da partida. Acabamos tendo aquela acomodação normal. Achávamos que o jogo estava ganho já, mas tomamos o gol e a virada. Contra o América a mesma coisa. Tivemos a chance de abrir o placar, perdemos várias chances. Errei também e acabamos tomando um gol no finalzinho. Esses gols no fim que tiraram vários pontos nossos no campeonato".

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos