Após derrota, diretoria do SP se reúne com elenco antes do treino

A derrota por 2 a 1 para o Juventude no Morumbi, no primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil, mexeu com a rotina do São Paulo. Nesta quinta-feira, o treino no CT da Barra Funda começou com uma hora de atraso graças a duas reuniões feitas no vestiário. A primeira com a presença da diretoria e da comissão técnica, enquanto a segunda foi feita só com os atletas.

Segundo a programação do clube, as atividades começariam às 15h, mas os portões foram mantidos fechados por uma hora além do previsto. Por 40 minutos, o elenco conversou com o diretor-executivo Gustavo Oliveira, o técnico Ricardo Gomes, o auxiliar Pintado e o coordenador técnico René Weber. Depois, o quarteto deixou o vestiário apenas para os jogadores debaterem.

Nove dos titulares do tropeço para o Juventude seguiram para a piscina e para o Reffis, onde realizaram exercícios regenerativos. Os reservas, reforçados por Denis e João Schmidt, disputaram trabalho técnico de posse de bola e movimentação, com duas equipes de seis atletas de linha. O argentino Julio Buffarini, Matheus Reis e Daniel foram bastante elogiados no trabalho.

A tarde desta quinta ainda contou com uma novidade. Pela primeira vez, o zagueiro Douglas e o volante Wellington treinaram com o preparador físico Kako e já tiveram contato com bola. A tendência é que, em até duas semanas, estejam integrados ao resto do elenco. Já o Renan Ribeiro deve voltar a campo na próxima semana.

No domingo, às 16h, o Tricolor encara o Coritiba no Morumbi pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ricardo Gomes não tem nenhum outro desfalque para a partida, em que o São Paulo precisará quebrar jejum de quatro partidas sem vitórias como mandante. A equipe tem 27 pontos na Série A, a quatro da zona de rebaixamento e a dez do G4.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos