Levir justifica poucas mudanças no Flu: 'É bom manter uma base'

Contra o Palmeiras, o Fluminense terá poucas mudanças em relação ao time que venceu o Santa Cruz por 1 a 0, na última rodada. Apenas Cícero e Marcos Junior, que estavam suspensos, retornam à equipe nas vagas de Edson e Danilinho. O técnico Levir Culpi justifica isso alegando que na sua maneira de ver futebol, é mais coerente repetir uma base para se conseguir bons resultados.

- É bom manter uma base, continuo com esse pensamento. É o mais lógico, não que seja uma certeza. No Brasil às vezes fazemos umas mudanças radicais que dão resultado. Mas é muito mais coerente repetir uma formação, conhecer os atletas, o máximo de tempo possível. Antigamente todos conheciam a escalação das equipes porque havia continuidade. Acredito nisso - disse o técnico.

E a repetição da escalação já vem dando resultados no Tricolor. Levir acredita que é por esse motivo que a defesa está indo bem e se tornou a menos vazada do Brasileirão. O treinador elogiou o setor, mas voltou a cobrar uma melhora no ataque.

- O time não joga com um volante de contenção, e mesmo assim conseguimos alcançar bons números no sistema defensivo. Agora precisamos melhorar para frente um pouco nas finalizações, fazer mais gols. Só existem duas situações no futebol: marcar e atacar. Nosso objetivo agora é melhorar na parte ofensiva.

No entanto, o técnico do Fluminense destacou que ainda não vê o time ideal em campo. Levir disse que o Tricolor ainda precisa evoluir e brincou sobre a regularidade que espera da equipe.

- Nosso time ideal ainda não entrou em campo. Estamos em um período de evolução, com coisas boas acontecendo. Mas ainda longe do que acho ideal, com regularidade do Barcelona (risos) - brincou Levir.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos