Um mês sem derrota: boa fase do Flu tem três aspectos fundamentais

  • MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC.

Vivendo seu melhor momento dentro do Campeonato Brasileiro, o Fluminense completou nesta semana um mês sem derrotas. Levando em consideração a Copa do Brasil, são quatro vitórias e um empate nos últimos cinco jogos, tendo sofrido apenas dois gols. A fase positiva, que aumenta a expectativa pela briga do clube pelo G4, tem três pontos principais: a estreia dos reforços, o meia Gustavo Scarpa e o setor defensivo.

Na equipe que sofreu menos gols no Brasileirão, é lógico que a defesa é um dos destaques. A aposta de Levir Culpi na repetição da escalação deu certo. A linha formada por Wellington Silva, Gum, Henrique e William Matheus, além dos volante Douglas e Cícero, encaixou. São raras as oportunidades que o goleiro Diego Cavalieri é ameaçado durante as partidas. Para o zagueiro, a responsabilidade do rendimento ofensivo é de todos jogadores, em especial os atacantes.

"Todos estão se dedicando, ajudando a defesa, inclusive os homens da frente. Isso faz que nosso time fique ainda mais fortalecido e a gente consiga conquistar os pontos", comentou o camisa 33 do Fluminense.

Protagonista do Fluminense na temporada, Gustavo Scarpa passou quase o mês de julho todo no departamento médico. Entre o dia 6 e o 27, o meia apenas tratou de se recuperar da lesão sofrida no joelho direito.

Enquanto esteve fora, Scarpa fez muita falta. Porém, o camisa 40 voltou com tudo, sendo decisivo desde então. São cinco jogos nos últimos 30 dias. O meio-campista fez dois gols e participou diretamente de outros cinco, dando quatro assistências.

Por fim, o treinador Levir Culpi está colhendo os frutos do pacotão de reforços apresentados pela diretoria no início de julho. Foram seis nomes contratados: Alexis Rojas, Aquino, Danilinho, Marquinho, Henrique Dourado e Wellington.

Destes, apenas os gringos ainda não fizeram suas estreias. Henrique já marcou dois gols e garantiu seis pontos para o Flu. Wellington tornou-se titular absoluto de Levir Culpi e também já balançou a rede adversária uma vez.

"No futebol as coisas acontecem muito rápido. Alguns jogadores saíram, outros chegaram e fortaleceram o nosso grupo. É uma coisa natural", afirmou.

 

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos