Copa do Brasil não atrapalha, e Jean quer oito pontos em sequência difícil

  • Divulgação/Palmeiras

    Jean marcou um dos gols da vitória sobre o Palmeiras

    Jean marcou um dos gols da vitória sobre o Palmeiras

O volante Jean fez uma projeção dos próximos quatro jogos do Palmeiras no Campeonato Brasileiro. São Paulo, Grêmio, Flamengo e Corinthians são os próximos adversários do Verdão na disputa nacional e, para o jogador, conquistar oito pontos é uma meta aceitável. A partida disputada contra o Fluminense, em Brasília, no último domingo, a princípio entrou na conta do jogador. Assim, contando os cinco jogos, 11 pontos em seu entendimento é o ideal.

"Nossa conta incluía o Fluminense, eram 15 pontos em disputa, agora faltam 12. A gente quer o máximo, se puder 12, ótimo. Mas temos que ter os pés no chão, sabemos da dificuldade que vamos encontrar. No total, 11 pontos seria bom. Pensando agora nos quatro jogos, oito pontos é aceitável. Mas sabemos que temos condição de buscar os 12. Oito não seria ruim, não", disse o jogador nesta segunda-feira, em entrevista coletiva na Academia de Futebol.

"Essa sequência vai dizer muito, queremos brigar pelo título até o fim, mas temos uma sequência muito forte, principalmente fora de casa, o Grêmio. Mas temos demonstrado força e se para nós é preocupante, para os rivais também é. Não mudamos nossa maneira de jogar. Essa sequência vai dizer muito para o campeonato", afirmou.

No entanto, antes do Palmeiras começar a pensar na sequência complicada de quatro jogos no Campeonato Brasileiro, os jogadores serão obrigados a "virar a chave" para a Copa do Brasil. Quarta-feira, às 19h30, o Verdão recebe no Allianz Parque o Botafogo-PB, pelas oitavas de final da competição. Para Jean, está claro qual é o objetivo principal na temporada, mas, mesmo assim, uma competição paralela não vai atrapalhar.

"Temos que dar mais atenção ao nosso principal objetivo, que todo mundo sabe que é o Brasileirão. Mas temos condições de dar o máximo e brigar pelo título tanto de um, como de outro. Nova etapa, nova competição, temos toda a condição de buscar. Seja pelo futebol demonstrado, seja pelo elenco, com jogadores fortes, esperando pelas oportunidades", justificou, e foi além:

"Nosso objetivo está claro que é o Brasileiro, mas é agora que se mostra a força do elenco, temos jogadores capacitados para serem usados se precisar. Vão entrar e fazer a diferença. Planejamento serve para isso. Somos atletas de alto nível, então a gente não pode deixar a concentração de lado, deixar passar as coisas. (Copa do Brasil) É uma competição muito importante. Temos que começar a nos concentrar, não vou dizer que é fácil, mas de uma forma natural temos que virar. Precisamos conhecer nosso adversário para não ser surpreendido em casa."

O técnico Cuca ainda não definiu quem serão os 11 titulares no confronto de quarta-feira. Nesta segunda, apenas os reservas foram a campo na Academia de Futebol. Quem participou do duelo em Brasília, contra o Fluminense, fez apenas trabalhos regenerativos.

"O time está dando liga, Palmeiras começou a criar um elenco muito forte desde o ano passado. Cuca conseguiu dar liga, encontrar peças boas. Deu seguimento, sequência... Por tudo que estamos fazendo nos jogos, convencendo além de ganhar, fazendo gols e criando chances. Acho que essa segurança, esse histórico, dá essa ideia de que estamos no caminho certo. É difícil se manter, mas estamos preparados para manter o padrão de jogo", finalizou o volante.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos