Fator Arena e sair sem sofrer gols: a estratégia do Botafogo nesta quinta

Força máxima ou poupar para o Brasileiro? Ser mais ousado ou mais comedido dentro do seu plano de jogo? Para poder ir bem no primeiro jogo das oitavas de final, contra o Cruzeiro, e dar um passo importante na Copa do Brasil, o Botafogo tem algumas estratégias. E elas serão seguidas à risca na partida. O LANCE! enumera algumas possibilidades adotadas por Jair Ventura para poder sair em vantagem e conseguir ir jogar mais tranquilo em Belo Horizonte:

 

1. Risco zero. Bola parada calibrada e sem sofrer gols

?Na Copa do Brasil, é de conhecimento de todos a importância de fazer um bom resultado e não sofrer gols como mandante. No Botafogo, não é diferente. Até por isso, nas duas últimas fases da atual edição, o Alvinegro se classificou vencendo por 1 a 0 a partida de mandante. Para segurar o Cruzeiro de Ábila e Sóbis, Jair Ventura fechou a última atividade e treinou exaustivamente as bolas paradas, tentando evitar de não acontecer o mesmo de contra o Atlético-PR.

 

2. Atacar com cautela e sem abrir mão do esquema de jogo

Tirando uma eventualidade, dificilmente o Botafogo vai buscar uma goleada impetuosa em cima do rival mineiro. Se sair na frente, a tendência é de que a equipe se feche e explore os contra-ataques. A questão não é ser econômico, mas sim evitar dar espaços para um time forte no ataque como o Cruzeiro.

 

3. Os três volantes serão o pulmão do meio-campo

?Jair deve continuar com Airton, Lindoso e Bruno Silva na trinca de volantes que ocupam a faixa central do campo. Com o Cruzeiro jogando com dois pontas abertos, como Arrascaeta e Sóbis, ele exigirá muito da parte física dos dois pontas do losango do meio: Bruno pela direita e Lindoso pelo lado esquerdo.

 

4. Fator casa e aproveitamento na Arena

O botafoguense, como bom supersticioso, já se apegou a Arena da Ilha do Governador, onde está invicto. Até por essa animação da torcida, o time espera uma presença grande e que dê muito apoio a equipe no jogo de logo mais. O goleiro Sidão chegou a dizer que o adversário acaba sentindo a pressão.

 

5. Camilo com maior desenvoltura

Com um edema no ombro, Camilo vinha jogando as últimas partidas sem estar 100% em campo. Na coletiva da última terça-feira, ele tratou de esclarecer: agora se sente recuperado e espera voltar ao nível de exibição das partidas iniciais pelo clube. Em 12 partidas, são quatro gols e quatro assistências.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos