Joinville recebe o revezamento da tocha paralímpica

O revezamento da tocha paralímpica Rio 2016 desembarcou nesta segunda-feira no Sul do país. Joinville, cidade de Santa Catarina, é o destino da viagem. O revezamento percorre desde o dia 1º de setembro todas as regiões do país, representadas por seis cidades brasileiras, para anunciar a chegada dos Jogos Rio 2016. Os valores Paralímpicos são lembrados a cada cidade. A grande novidade é o mecanismo de acendimento da chama: calor humano. Numa campanha virtual lançada pelo Comitê Rio 2016, pessoas do mundo todo enviam mensagens positivas, por meio de hashtag #ChamaParalímpica, acumulando energia suficiente para acender cada chama.

A chama de Joinville será acesa em cerimônia no Centreventos Cau Hansen, às 11h. A chama da cidade catarinense simbolizará a coragem, valor que incentiva as pessoas a irem além das suas expectativas, mesmo que isso exija um grande esforço. A coragem é força propulsora não apenas para os atletas, mas para qualquer pessoa que esteja lutando por um objetivo.

Rosicler Ravache será a mensageira em Joinville. Professora de Educação Física, ela é coordenadora de Paradesporto na Fundação de Esportes, Lazer e Eventos de Joinville desde 2009. Tem ampla experiência com iniciação esportiva de atletas com deficiência, ministra palestras e cursos no Brasil e no exterior sobre esporte paralímpico e atividade física para pessoas com deficiência. Recebeu o Troféu Gustavo Kuerten de Excelência no Esporte, categoria Melhor Técnica do Paradesporto - Modalidade Atletismo em 2014 e 2015.

Depois de acesa, a chama Paralímpica vai visitar pontos turísticos da cidade, como o Parque Zoobotânico e o Mirante de Joinville, uma estrutura que fica no ponto mais alto do Morro da Boa Vista, na região central de Joinville (SC). De lá, é possível ver boa parte da zona urbana da cidade e a Baía Babitonga.

No Mirante, Fabrício de Souza, aluno da Apae, fará uma apresentação da música Billie Jean, de Michael Jackson.

A tocha será levada também a entidades que trabalham com pessoas com deficiência, como a Apae e a Ajidevi. Na primeira entidade, integrantes do projeto "Anjos Macalossi", da artista plástica Vanderléia Macalossi, prepararam uma apresentação especial para receber a chama. Oito bailarinos com asas feitas com penas formarão um corredor para a passagem do condutor. Na Ajidevi, o coral da entidade entoará o Hino de Joinville.Também está prevista visita à sede do Corpo de Bombeiros e à Arena Joinville. Nesta terça-feira, o revezamento da segue para o Rio de Janeiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos