Tenso Chile terá a sua seleção mais alta da história contra a Bolívia

Uma das características mais curiosas do Chile é que a seleção, embora seja uma das melhores do mundo e atual bicampeã sul-americana, é um time de baixinhos até mesmo na zaga titular: Jara tem 1,78m e Medel, apenas 1,71m.

Mas isso mudará na partidas de hoje, às 20h30min, no Estádio Monumental, em Santiago, contra a Bolívia. Como Medel está suspenso e Jarta machucado, o treinador Pizzi definiu que Pulgar (1,86m) e Roco (1,91m) serão os titulares. A presença do dois zagueiros fará a seleção chilena entrar em campo com a média de altura de 1,82m, a maior da sua história.

Não é apenas na defesa que há mudanças. Insatisfeito com a derrota por 2 a 1 para o Paraguai, na rodada passada em Assunção que fez o time encerrar a rodada numa incômoda sétima posição na tabela, com dez pontos, Pizzi resolver trocar Fuenzalida por Orellana, que será um terceiro atacante, já que o técnico quer um time sufocando o rival desde o início. Por isso, ele também faz uma terceira mudança. Millar, que tem maior qualidade ofensiva, começa a partida no lugar do volante Francisco Silva. Vale lembrar que o goleiro Bravo, que não foi convocado, também é um desfalque de peso.

O ambiente no Chile não anda bom. Exemplo disso ocorreu no treino de domingo. Num lance bobo de um rachão que tinha o Pizzi como árbitro. Vidal reclamou de uma falta de Fuenzalida nele e , como o "treinador-juiz" deixou passar, o astro da equipe retirou-se do treino sem falar com ninguém.

Na Bolívia - que teve o retorno do atacante Marcelo Moreno após a troca de treinador (Hoyos entrou no lugar de Baldivieso) e vem de vitória por 2 a 0 sobre o Peru - a grande novidade é a volta de Duk, que será o companheiro de ataque de Moreno e que pela primeira vez atuará ao lado do maior ídolo da seleção.

- Os dois dão a vida em campo e confio no que eles podem fazer nesta partida - disse Hoyos, acreditando que a Bolívia, com seis pontos, entra de vez na briga por uma vaga em caso de vitória no estádio do Colo Colo.

- Temos de aproveitar o momento ruim do Chile e os muitos desfalques do nosso rival - completou Marcelo Moreno.

FICHA TÉCNICA

CHILE X BOLÍVIA

ELIMINATÓRIAS SUL-AMERICANAS - 8ª RODADA

DATA E HORA: 6/9/2016 - 20h30min (de Brasília)

ÁRBITRO: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA/BRA)

CHILE: Toselli; Isla, Pulgar, Roco e Mena; Millar, Vidal e Aranguiz; Orellana, Sánchez e Vargas. TEC: Juan Antonio Pizzi.

BOLÍVIA: Quiñónez; Rodríguez, Zenteno, Raldes e Bejarano; Azogue, Flores, Escobar e Arce; Duk e Marcelo Martins. TEC: Ángel Guillermo Hoyos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos