Em casa, América perde para o SGE e não está mais invicto na Copa Rio

Apesar de atuar com o apoio de sua torcida, o Rubro não obteve um bom resultado nesta quarta. Até então invicto na Copa Rio, o América perdeu para o São Gonçalo por 2 a 1 no Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita. Na próxima rodada do torneio o América enfrenta o Itaboraí no Alzirão. O embate vai ser disputado às 15h de quinta, em Itaboraí.

O JOGO

Durante os primeiros 20 minutos, as chances mais claras de gol foram do America. Gabriel - aos sete - e Marlon - aos oito - tentaram abrir o placar em remates cruzados, ambos defendidos pelo goleiro Diego. Após a parada técnica, no entanto, o São Gonçalo Esporte respondeu com um gol, aos 23. Depois de Felipe salvar o chute cara a cara com Luiz Felipe, Márcio Carioca aproveitou a sequência do lance e empurrou para as redes.

Depois do lance o América passou a pressionar o rival, mas insistia em bolas alçadas na área, que, constantemente, eram aliviadas pela defesa rival. Perto do fim da etapa, Marlon resolveu arriscar de fora da área e quase marcou. Quando o relógio marcava 42 minutos, o atacante disparou um forte chute de fora da área e viu a bola bater no travessão, para o lamento da torcida americana.

Já na segunda etapa, Felipe, que fez algumas defesas importantes no primeiro tempo, acabou sendo superado por um chute indefensável de Wellington Batista. O camisa 7 do São Gonçalo arriscou de fora da área aos dois minutos e colocou a bola no ângulo direito do arqueiro. Em desvantagem por dois gols, o América praticamente não deixou mais o adversário passar do meio de campo.

Com muita posse de bola, o Rubro viu o goleiro Diego fazer duas defesas incríveis com os pés, nos chutes de Gabriel, aos 10, e Muniz, aos 16, impedindo o primeiro gol americano. Na única investida dos visitantes, Felipe defendeu o remate cara a cara com Walber, aos 26. A pressão surtiu efeito aos 34 e o Mecão descontou. Accioli cobrou canto da direita e a defesa afastou para a entrada da área. Nivaldo ficou com a bola, ajeitou para a perna esquerda e bateu colocado. A bola entrou no canto direito do goleiro, fazendo a festa dos torcedores americanos.

Nos minutos que se seguiram a torcida incentivou o time, que chegou perto de empatar nos minutos finais. Marlon, de bicicleta, obrigou Diego a fazer uma boa defesa, já aos 47. No minuto seguinte o América teve sua última chance de empatar em uma cobrança de falta da esquerda. Wagner Diniz achou Daniel na área, que cabeceou para trás. Para a infelicidade do atacante, Diego voltou a fazer uma boa defesa, mantendo o placar em 2 a 1.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos