Platini fará discurso de despedida antes da Uefa definir novo presidente

Afastado do futebol durante quatro anos, Michel Platini foi convidado pela Uefa para fazer um discurso de despedida, no próximo dia 14 de setembro, em congresso extraordinário realizado em Atenas. O encontro definirá o próximo presidente da entidade e sucessor do ex-dirigente francês.

Platini já tem um roteiro programado para colocar o cargo à disposição e agradecer a confiança dos membros do futebol europeu.

- Ele prefere reservar as suas palavras para os representantes das federações nacionais em vez de promover uma conferência de imprensa - eslareceu um assessor de Platini.

O ex-cartola está banido do futebol até 2021, em razão ter recebido em 2011, R$ 8 milhões por um trabalho de consultoria que fez para a Fifa onze anos antes e nunca confirmado. Pelo mesmo motivo Joseph Blatter, ex-presidente da Fifa, também está banido pelo mesmo período.

Em seguida, Platini renunciou ao cargo de presidente da Uefa, função que ocupava desde 2007.

Dois nomes estão na briga pelo lugar mais importante do futebol europeu: Michael van Praag, presidente da Federação Holandesa (KNVB), e o homólogo da Federação Eslovena (NZS), Aleksander Ceferin.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos