Guardiola: 'Se Mourinho me convidar para tomar vinho, é claro que aceito'

  • Dani Pozo/France Presse

    Guardiola e Mourinho se cumprimentam em partida da temporada 2011/2012

    Guardiola e Mourinho se cumprimentam em partida da temporada 2011/2012

Um dia antes do clássico contra o Manchester United de José Mourinho, o técnico do Manchester City, Pep Guardiola, tentou minimizar a rivalidade exacerbada dos últimos tempos com o antagonista português. Em clima de cordialidade, o espanhol afirmou que aceita até dividir um vinho com o treinador dos Diabos Vermelhos, neste sábado, após o dérbi disputado em Old Trafford.

A bebida de Baco foi o símbolo dos encontros entre José Mourinho e Alex Ferguson, quando o português treinava o Chelsea e o escocês o Manchester United. Ambos se reuniam depois dos clássicos.

"Se me convidar para um copo de vinho depois do jogo, é claro que aceito. Já disse muitas vezes que tenho muito respeito por Mourinho. Tento sempre aprender com os meus colegas e também aprendo com ele. A nossa rivalidade? É mais criada pelo mídia. Não podemos controlar", afirmou o comandante dos Citizens.

Para Guardiola, já não existe guerra contra Mourinho como houve na época em que os dois trabalhavam no futebol espanhol (Pep no Barcelona e o português no Real Madrid).

"O último período na Espanha não foi fácil para nós. Mas nos encontramos no encontro dos treinadores da Premier League e houve uma convivência pacífica", completou Guardiola.

Disposto a fazer as pazes, Guardiola aguarda o convite para desfrutar de algumas taças de vinho com o velho e íntimo inimigo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos