Neilton, Sassá ou Camilo: quem resolve desta vez para o Botafogo?

  • Satiro Sodré/SSPress/Botafogo

Tão simples quanto impressionante: o Botafogo não venceu neste Campeonato Brasileiro sem que Camilo, Neilton ou Sassá tivesse marcado pelo menos um gol. Sim, em todos os nove triunfos alvinegros na competição o meia ou um dos atacantes foi decisivo. É só isso, ou tudo isso, que a boa fase deles representa para o Glorioso, que encara, neste domingo, o Cruzeiro. O jogo começa às 16h.

O time de Jair Ventura tem jogadores importantes lesionados: casos de Luis Ricardo, Airton e Rodrigo Lindoso. Apesar da consistência, especialmente na parte defensiva, que eles dão à equipe, para superar a Raposa, as rodadas anteriores mostram que é nos jogadores mais ofensivos que a torcida pode confiar para sair com os três pontos do Mineirão.

- O grupo é muito bom, qualificado. A briga sadia interna é importante, mas sem vaidade. Estamos lutando pelo melhor para o Botafogo. Contra o Fluminense, nos respeitaram, teve dificuldade, mas fomos felizes. O clássico foi truncado - entende Dudu Cearense, que continuará desfrutando da titularidade, dando suporte no meio-campo para quem joga mais perto do gol.

Sassá tem 10 gols na competição. Neilton marcou sete vezes e, Camilo, cinco. De forma que, dos 30 marcados pelo Alvinegro no Brasileiro, apenas oito não foram feitos por eles. E mesmo quando perdeu para a própria Raposa, na Copa do Brasil, a dupla de ataque empurrou para as redes as duas bolas que o goleiro Rafael precisou buscar no barbante.

Fernandes, lesionado, tem dois gols no Brasileirão. Ribamar, que já foi vendido, também deixou sua marca antes de embarcar para a Alemanha. Bruno Silva, Diogo Barbosa, Leandrinho, Salgueiro e até Nuñez fizeram também. Ninguém faz questão que só os camisas 7, 9 e 10 comemorem. Mas a confiança é neles.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos