Antes protagonista, Nenê procura ritmo para voltar a brilhar no Vasco

  • Foto: Carlos Gregório/Vasco

Na liderança da Série B do Campeonato Brasileiro pelos critérios de desempate (número de vitórias), o Vasco vem jogando sem o gás visto ao longo do primeiro turno. Muito disso se deve ao fato de o meia Nenê, estrela da equipe e camisa 10, não estar apresentando um bom desempenho. O técnico Jorginho comentou sobre isso e falou os argumentos que justificariam o fato.

"Não podemos esquecer que outros jogadores foram fundamentais para ele se destacar. Para o Nenê ter liberdade, precisei sacrificar o Andrezinho, ter a marcação forte que o Jorge Henrique fazia para o Nenê não precisar marcar. O Nenê teve contusão, e nunca antes teve problema muscular. Isso teve uma quebra de ritmo dele", comentou para completar:

"O Alex (Evangelista, gerente científico responsável pelo Caprres) já tinha falado que em agosto, setembro era um mês extremamente perigoso de queda de ritmo. Agora a equipe está numa ascensão, está subindo de novo. Nenê voltou a melhorar, ainda não está no ritmo ideal, mas precisa cada vez mais de ritmo de jogo", disse.

Os jogadores do Vasco desembarcam no Rio de Janeiro no fim da manhã desta quarta-feira. O próximo compromisso é sexta-feira, 21h30, contra o Joinville. A partida será disputada em São Januário.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos