Cuca vê Palmeiras desorganizado, nervoso e sai dividido de empate

Cuca saiu dividido do empate com o Flamengo, nesta quinta-feira, no Allianz Parque. Enquanto considera que, jogando em casa, conquistar apenas um ponto é pouco, admite que o time carioca fez boa partida e empatar o jogo se tornou positivo. O treinador palmeirense, então, tentou deixar de lado a sensação ruim do 1 a 1.

- As opções táticas tentamos todas, mas não encaixamos a técnica. No campo com o moral elevado tudo que você faz dá certo. Com você pressionado a bola bate na canela, erra passe. Estamos com jogadores assim, temos de recuperar a confiança destes jogadores, porque bola eles têm - disse, e completou:

- Lamentando o empate a princípio, por ter criado mesmo que desorganizadamente muitas chances, não escolhemos a melhor opção. O primeiro sentimento é a perda de dois pontos, mas vem juntinho, um pouquinho à frente da conquista de um ponto. O Flamengo fez um grande jogo na proposta dele, fizeram uma grande partida.

O Palmeiras está chegando na reta final da "sequência mais difícil" no Campeonato Brasileiro: venceu o São Paulo, empatou com Grêmio e Flamengo e agora tem pela frente o Corinthians, sábado, na Arena, em Itaquera. E por esse motivo, Cuca pediu um pouco mais de paciência com o líder do campeonato.

- A gente não pode nos auto-pressionar. Temos de ter calma, não adianta eu reclamar de jogar, apressar uma situação. Eles são seres humanos, tem momentos que não encaixam. Os que não jogaram tão bem, mas são importantíssimos, podem jogar bem sábado e ser o elemento da vitória. Não temos de pressionar, tem de ter naturalidade. Hoje não teve. Todos queríamos ganhar a qualquer custo, sem trabalhar a bola, e assim a gente não ganha. Toque, cadência, a exemplo do domingo passado, contra o Grêmio, também - finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos