WTorre desiste de B.O. contra Nobre, mas vai notificar o Palmeiras

A WTorre desistiu de abrir um Boletim de Ocorrência contra Paulo Nobre após a confusão com o presidente do Palmeiras nos camarotes do Allianz Parque. O dirigente entrou em conflito com um convidado do camarote do Itau, torcedor do Flamengo, e o clube receberá uma notificação da construtora cobrando providências contra o mandatário por isso. Nobre, por sua vez, ainda não se pronunciou sobre o ocorrido.

O tumulto começou após o gol do Flamengo. De acordo com relatos, um diretor do banco estava no camarote, que fica próximo ao do Verdão, e comemorou ao ver a bola de Alan Patrick entrar. Irritado, Nobre queria expulsá-lo dali. É possível ver o dirigente bastante irritado em um vídeo, gritando: "é para tirar, sim!". A postura desagradou muito a construtora.

Isto porque o flamenguista era convidado de um dos donos de camarotes da arena. Durante a madrugada, uma fonte na WTorre chegou a confirmar que o B.O. havia sido feito, o que não ocorreu, pois o departamento jurídico da empresa desistiu da ideia. A justificativa é de que no caso quem deveria fazer o Boletim de Ocorrência seria a vítima, que não prestou queixa.

Há um ano, no Dérbi, Nobre também havia se irritado com um convidado de camarote, que comemorou gol do Corinthians e ainda provocou a torcida. Para não ter mais confusão naquele dia, o presidente do Palmeiras viu o restante do jogo do vestiário.

Este é só mais um capítulo da relação ruim entre o Verdão e a WTorre, parceiros por 30 anos no Allianz Parque. As partes disputam dois processos na arbitragem, incluindo divisão de cadeiras, pagamento de valores de manutenção do estádio, pagamento de aluguel quando a arena está em uso para outros eventos, e forma de desconto para o Avanti.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos