Levir garante a briga do Fluminense pelo G4: 'É tudo muito emocional'

Em termos de pontuação, o Fluminense continua tendo que remar para chegar no G4. Mas assim como a soberana vitória sobre o badalado Atlético-MG, na segunda-feira, entusiasmou os torcedores, a derrota para a Chapecoense, nesta quinta-feira, incomodou por ter sido de virada. Levir Culpi, contudo, contesta exatamente as bruscas mudanças de panorama em que o time é posto. Para ele, a equipe tricolor segue na busca pela vaga na Taça Libertadores via Campeonato Brasileiro.

- Claro que sim, é tudo muito emocional. Quando vencemos o Atlético-MG, era tudo positivo, vimos a distância curta para o G4. Aí, perde um jogo desse e a impressão que dá é de que vamos jogar a Série B. Tudo muito para cima ou muito para baixo. Os jogos são muito equilibrados, temos que estar sempre bem concentrados - analisa.

De todo modo, Levir alerta que outras derrotas inesperadas devem acontecer, assim como triunfos que empolguem a torcida. O importante é o time não se desesperar faltando 13 jogos para o fim da competição.

- Teremos muitas surpresas pela frente. Não gostamos do jogo. Vencíamos a partida e levamos a virada. Se começar a fazer conta agora... não adianta chorar. Não jogamos bem e foi uma partida inferior às últimas do Fluminense - entende o treinador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos