Negociando renovação com o Santos, Lucas Lima deve ter valor 'reduzido'

Depois de deixar claro que gostaria de atuar no futebol europeu em diversas oportunidades, o meia Lucas Lima está negociando renovação de contrato com o Santos até 2020. A informação foi publicada pelo globoesporte.com e confirmada pelo LANCE!.

O presidente santista Modesto Roma Júnior e o representante do atleta, Wagner Ribeiro, têm se reunido para discutir o assunto. Para atender o anseio do jogador de atuar no Velho Continente, as partes discutem uma cláusula de saída de 15 milhões de euros, nos mesmos moldes da venda de Gabigol à Inter de Milão. No atual vínculo, o camisa 10 tem multa rescisória de 50 milhões de euros.

Anteriormente, Modesto batia o pé quanto à liberação do meia. O dirigente pretendia libera-lo de graça após o fim de seu contrato, que vence em dezembro de 2017. Isto porque o Santos detém apenas 10% dos direitos econômicos e não enxergava vantagem financeira em negociar um de seus principais jogadores.

Dessa cláusula de saída discutida, o Peixe não teria direito ao valor integral, uma vez que a maioria dos direitos do meia pertencem à Doyen Sports, fundo maltês que está em litígio com o clube. O repasse à Doyen em uma eventual negociação seria discutido na Câmara Brasil-Canadá.

Apesar do desejo de atuar na Europa, Lucas Lima recebeu apenas uma proposta na última janela de transferências, do modesto Crystal Palace, da Inglaterra. O interesse dos ingleses não animou o meia, que seguiu no Brasil.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos