Zaga ou lateral? Jair crê na evolução de Emerson com polivalência

Emerson é um ponto de referência da defesa do Botafogo desde o início do ano, mas no miolo de zaga. Nos dois últimos jogos, porém, ele foi escalado na lateral direita, e assim deve permanecer, pelo menos neste domingo, contra o Vitória. Apesar da contratação de Alemão, especialista da posição e que deve tomar a camisa 4 com o tempo, o técnico Jair Ventura não descarta a utilização do camisa 2, revelado no clube, outras vezes mais perto da linha de lado. E enxerga não uma improvisação, mas a virtude da polivalência.

- Conversei com o Emerson. Todo treinador gosta de jogador que atue em mais de uma posição. Falei com ele que não está fechando uma porta, mas abrindo outra. Na Seleção, por exemplo. muitas convocações são assim: quem joga em mais de uma posição pode disputa mais de uma vaga. Ele tem lastro, jogou assim comigo no time de juniores - explicou.

Com 1,84 metro, o zagueiro tem atuado praticamente o ano todo pelo lado esquerdo da defesa, ao lado de Carli ou Renan Fonseca. Porém, por não ser tão pesado e ter mostrado certa facilidade para ir à linha de fundo e cruzar, pode aparecer com mais frequência até que Diego, lateral de ofício, nesta reta final de Campeonato Brasileiro.

Diogo Barbosa é outro que vem atuando fora da posição de origem nos últimos jogos. Na ponta esquerda, e não na lateral esquerda, dá nova opção ao treinador. Para o goleiro Sidão, inovar no posicionamento não é prejudicial.

- Não atrapalham, não (improvisações). Pela qualidade dos jogadores dá para fazer duas funções. Um depende do outro dentro de campo, temos que ajudar o Emerson na lateral, ou de volante também. Ele tem qualidade para fazer várias funções - entende.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos