Sem bola perdida, São Paulo busca feitos inéditos na Terra do Nunca

A Arena da Baixada é a Terra do Nunca para o São Paulo. Mas enquanto Peter Pan não sai dos livros e filmes para ajudar o Tricolor a vencer o Atlético-PR por lá, as armas de Ricardo Gomes para o jogo das 16h deste domingo estarão em outros heróis. Buffarini e Hudson, destaques em desarmes no Campeonato Brasileiro, são os meninos sem bolas perdidas para os paulistas derrubarem tabus contra o "Furacão-gancho".

Hudson, que já havia sido o maior ladrão de bolas da Copa Libertadores da América, agora já ocupa o posto na Série A, levando em conta a média de desarmes: 4,5 por jogo (59 em 13). O volante perdeu o começo do Brasileirão devido a problema muscular, mas reagiu do fim do primeiro turno para cá. O período também coincide com a chegada de Buffarini, outro que tem sobrado nas estatísticas de desarmes.

Antes do argentino estrear, no revés por 2 a 1 para o Atlético-MG na 18ª rodada, o São Paulo 296 desarmes, com média de 17,4 por partida. Os números deixavam a equipe em sexto lugar no quesito na Série A. Contando apenas os duelos pós-Buffarini (oito, sendo sete com o gringo em campo), foram 176 desarmes do time, com média de 22 por confronto. Hudson foi responsável por 37 roubadas, enquanto o argentino tomou outras 30.

Essa arrancada deixou o Tricolor como o time que mais rouba bolas no Brasileirão: 472, com média de 18,9. A missão agora é repetir a eficiência diante do Atlético-PR para que, pela primeira vez na história, o São Paulo saia vencedor da Arena da Baixada. O estádio foi reinaugurado em 1999 e, desde então, o clube paulista só pontuou com empates em quatro oportunidades (2002, 2006, 2008 e 2010).

Levando em conta outros estádios, o tabu são-paulino como visitante diante do Furacão também é grande. O último triunfo foi em 1982, no Couto Pereira, do Coritiba. A partida era válida pela segunda fase do Campeonato Brasileiro e foi vencida por 3 a 1 pelos tricolores. O gols foram marcados Serginho Chulapa, duas vezes, e Éverton. Os atleticanos descontaram com Lino. Antes, vitórias em 1970 e em 1937, no antigo estádio.

PETER PAN

Peter Pan era personagem da peça britânica "Peter e Wendy", de J. M. Barrie, datada de 1911 e cujo texto virou um clássico da literatura infanto-juvenil. Em 1953, foi lançada animação da Disney retratando as aventuras do herói na Terra do Nunca. Em 1991, 2004, 2005 e 2016, ganhou filmes com atores reais e com abordagens diferentes para a história.

ARENA DO TERROR

Única vitória: Em 1937, Milani fez dois gols para o São Paulo vencer amistoso no Estádio Joaquim Américo Guimarães, onde a Arena da Baixada seria erguida décadas depois. Cecato descontou para o Furacão.

Pobre, Kaká: Nas quartas de final do BR-01. o Atlético fez 2 a 1 para eliminar o Tricolor. Jogo ficou marcado por entrada violenta de Cocito que tirou Kaká, então apenas uma promessa do clube, de campo.

Calma, Lugano: Em 2003, derrota por 4 a 3 na Arena da Baixada e dividida feia de Lugano com o zagueiro Igor, que sofreu fratura.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos