No auge, Marquinhos lembra início com Tite e o elogia: 'Fora do comum'

  • Eduardo Anizelli/Folhapress

Titular do Paris Saint-Germain e da Seleção Brasileira aos 22 anos, Marquinhos, que também levou o inédito ouro olímpico, vive seu melhor momento na carreira. Nesta segunda-feira, o zagueiro encheu a bola do técnico Tite, além de frisar que o grupo atual do Brasil visa "resgatar a esperança do torcedor".

 

- Foi o Tite que me deu o privilegio de subir e estrear logo cedo com a camisa do Corinthians. Fiquei muito feliz quando soube que ele ia assumir a Seleção. Ele tem os pés no chão e veio pra Europa aprender. É uma pessoa fora do comum, que trabalha na base do merecimento. Estou muito feliz por ele e, juntos, estamos tentando resgatar a esperança torcedor no futebol brasileiro, para todos sorrirem com a seleção - disse o defensor ao canal "ESPN Brasil".

 

Sobre o seu clube, o PSG, Marquinhos falou sobre o bom começo na atual temporada, mas não tanto quanto na última, quando a equipe parisiense teve uma largada sensacional - atualmente, o time está em 3º na tabela.

 

- Nosso início na temporada passada foi muito bom. Isso teve a ver com atitude. No fim, tivemos uma gordura para ficarmos mais tranquilos - disse, analisando a chegada do novo técnico, Unai Emery, ex-Sevilla:

 

- Tivemos mudanças neste ano. Principalmente a chegada do novo treinador, implantando uma filosofia nova. Isso leva tempo, não é fácil, mas estamos evoluindo e tendo melhoras. Aos poucos, vamos ganhando mais confiança e tudo irá fluir - comentou.

Nesta terça, o Paris Saint-Germain de Marquinhos terá pela frente o Caen, fora de casa, pela 6ª rodada do Campeonato Francês. Uma vitória do PSG pode permiti-lo dormir na liderança, já que empataria com o Monaco no número de pontos (13) e, com isso, dependeria apenas do saldo de gols.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos