Atlético MG sofre 2 a 0, empate com a Ponte e avança na Copa do Brasil

Após abrir 2 a 0 e estar com a vitória bem encaminhada, a Ponte Preta permitiu que o Galo empatasse nos minutos finais: 2 a 2. Os mineiros se classificaram às quartas-de-final pois marcaram mais gols fora de casa. No jogo de ida, no Independência, o placar foi de 1 a 1. Roger e Felipe Azevedo marcaram para os mandantes; Pratto e Robinho fizeram para o Galo. O adversário da próxima fase será conhecido através de sorteio.

Jogo sem graça foi a tônica da partida em quase todos os momentos. Desde o pontapé inicial, a Ponte era a melhor em campo, trocava passes com facilidade, mas cozinhava a partida em banho-maria.

Ao mesmo tempo, o Atlético estava desorientado, tanto que só chegou ao gol aos 11. Fábio Santos foi à linha de fundo e cruzou. Seu xará da Ponte, Fábio Ferreira, porém interceptou. Foi um lance sem perigo, mas que serviu para incendiar a Ponte.

O Atlético só viria a ter chances realmente claras de gol no final da primeiro tempo. Quase que imediatamente, o alvinegro paulista deu a resposta. Clayson aproveitou a bobeira de Erazo, que errou um passe no meio-campo, e deu um passe na medida para Roger marcar: 1 a 0. Na sequência, Clayson, de novo, em grande jogada individual, cruzou na cabeça de Roger. Victor salvou. Por pouco.

O Atlético adiantou a marcação, mas pecava na organizada Ponte Preta, na falta de criatividade de Otero e na distância dos jogadores. A Ponte voltou ao banho-maria. Nas raras finalizações até o fim do primeiro tempo, o Atlético-MG arriscou de longe enquanto a Macaca encaixou alguns contra-ataques.

Segundo tempo

Os paulistas voltaram do intervalo com outra postura. Logo aos dois minutos, Felipe Azevedo fez um golaço. Ele recebeu pela direita e de fora da área encobriu Victor: 2 a 0.

Marcelo Oliveira lançou Cazares, que tantas vezes salvou o Atlético, no lugar de Otero. Inicialmente, o Atlético voltou a tropeçar na boa defesa da Ponte e o jogo manteve-se em ritmo sonolento.

Aos 30 minutos, quando a vitória parecia encaminhada para a Ponte, o Atlético começou a reagir. O primeiro gol do Galo foi muito parecido com o que ele sofreu no primeiro tempo. Clayson saiu jogando errado, Robinho aproveitou a sobra e deixou Lucas Pratto cara a cara com Aranha. O argentino não perdoou e descontou. A partir de então, a partida ganhou em emoção o que faltou em todo o resto.

Robinho ainda achou tempo para empatar. Após Dátolo bater escanteio, Aranha espalmou mal e deu rebote para o artilheiro empatar.

As duas voltam a campo neste final de semana. O Atlético recebe o Inter, no Independência, às 18h30 deste domingo. A Ponte, também no domingo, às 11h, enfrenta o Atlético-PR. Na rodada seguinte, as equipes voltam a se enfrentar no Moisés Lucarelli.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos