Corinthians gasta R$ 200 mil com polícia na Arena em só quatro dias

  • Eduardo Anizelli/Folhapress

Não é novidade para ninguém que o Corinthians vem tendo dificuldade para pagar os acordos financeiros da Arena. Alguns gastos fixos em dias de jogos, certamente, colaboram para que a renda líquida seja menor. Entre eles, o valor cobrado pela Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Em quatro dias, o clube desembolsou quase R$ 200 mil para pagar o policiamento em três jogos. No último sábado, com 40 mil torcedores no clássico mais tradicional da cidade, diante do Palmeiras, o gasto com a PM foi de R$ 60 mil.

Dois dias depois, o Corinthians enfrentou o Botafogo na final do Campeonato Brasileiro sub-20 - competição vencida pelos cariocas na casa corintiana. Apesar de apenas 11 mil torcedores terem comparecido, o gasto com a Polícia Militar foi de R$ 46 mil.

No dia seguinte, foi a vez de a equipe profissional receber o Fluminense, pelo Brasileirão. Com apenas a metade dos torcedores do Dérbi (20 mil pagantes, o segundo pior público da história do estádio), o gasto foi 30% maior: R$ 96 mil. Todos os valores estão nos borderôs.

A reportagem do LANCE! entrou em contato com a assessoria de imprensa da Polícia Militar para tentar entender a diferença nos valores. A entidade pediu que o pedido fosse enviado por e-mail. A mensagem eletrônica foi enviada, mas até a publicação desta matéria não houve qualquer resposta da PM.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos