Mourinho protege elenco do United e ironiza críticas feitas por 'Einsteins'

As últimas semanas do Manchester United não tem sido fácil. Depois de alguns resultados ruins, a equipe de José Mourinho voltou a reencontrar a vitória diante do Northampton Town, da Terceira Divisão, pela Copa da Liga Inglesa. No entanto, o triunfo por 3 a 1, na última quarta-feira, não aliviou a pressão da mídia britânica sob o técnico dos Diabos Vermelhos.

Irritado com as críticas, José Mourinho defendeu seu início de campanha à frente do United e isentou seus jogadores pelos resultados negativos diante de Manchester City e Watford, pelo Campeonato Inglês, e Feyenoord, pela Liga Europa.

- Eu devo proteger meu elenco. Eu adoraria protegê-los de vocês (mídia), mas é algo que não posso fazer, isso está completamente fora do meu controle. Meus jogadores não me deixam triste, apenas sinto que é difícil. É como quando você quer proteger uma pessoa e não consegue. É frustrante, mas tudo bem para mim e para os 'Einsteins' - disse o português, se referindo aos jornalistas.

Não foi só isso. José Mourinho ainda aproveitou para ironizar a situação.

- Os 'Einsteins' precisam de dinheiro para viver, eles não podem treinar, sentar no banco, ganhar jogos. Eles podem falar, escrever, criticar o trabalho de outras pessoas, mas eu sou um homem bom. Eu faço muita caridade, eu ajudo muitas pessoas, então por que eu não poderia alimentar os Einsteins? Está tudo bem - declarou o treinador dos Diabos Vermelhos.

Pelo Campeonato Inglês, o Manchester United volta a campo neste sábado, às 8h30 (de Brasília), quando recebe o atual campeão Leicester, em Old Trafford, pela sexta rodada da competição.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos