Após ver esposa quase morrer, Sidão quer renovar com o Botafogo

Sidão vem sendo titular do Botafogo na ausência de Jefferson. E o rendimento satisfatório fez com que o clube já oferecesse a renovação do vínculo. O atual camisa 1 garante que também quer, e repassou a responsabilidade para a diretoria alvinegra em conjunto com a do Osasco Audax, do qual ele foi emprestado até o fim desta temporada.

- O Antônio Lopes (gerente de futebol) me chamou dizendo que o Botafogo tinha interesse em renovar comigo. Eu disse que também tenho. Agora, precisa conversar com o Audax, com quem eu tenho contrato até o meio do ano que vem - explicou o arqueiro, que dá preferência a continuar no Alvinegro, mesmo sendo reserva de Jefferson, que volta em breve aos jogos.

- Para a carreira seria interessante continuar jogando, mas o Botafogo tem prioridade. Independentemente do que eu fiz no Audax, foi o Botafogo que apostou em mim. A prioridade é ficar no Botafogo. Quero continuar ajudando o clube - garantiu.

Mas um susto acometeu o jogador de 33 anos. Em São Paulo (SP), a esposa foi hospitalizada e correu risco de morte quando ele estava em Belo Horizonte (MG) com a delegação alvinegra. Ele deixou o grupo, a acompanhou e pôde voltar a tempo do duelo contra o América-MG.

- Foi um susto muito grande. Estava em Minas, pronto para jogar. Mas recebi a notícia de que ela teve uma trombose, correu risco de morte. Agradeço pela compreensão da torcida, da diretoria. Pude fazer, depois, a partida com o América-MG. Dou graças a Deus pelo livramento - disse.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos