Sem priorizar Brasileiro, Atlético-MG vai com titulares contra o Juventude

  • Bruno Cantini/Atlético

    Fred marcou um dos gols da vitória sobre o Inter em jogo do Brasileirão

    Fred marcou um dos gols da vitória sobre o Inter em jogo do Brasileirão

De um lado, o Atlético-MG está a apenas onze rodadas do Campeonato Brasileiro de carimbar o seu passaporte para a Libertadores. E as coisas parecem estar bem encaminhadas. O alvinegro é o 3°, com 49 pontos.

Do outro lado, um caminho ainda mais rápido: os seis jogos que restam na Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, o Atlético recebe o Juventude, às 19h30, no Independência, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

De acordo com o treinador Marcelo Oliveira, o Atlético não fará uma escolha de Sofia, optando por apenas uma. A ideia é clara: força máxima nas duas competições.

"Eu acho que ambas as competições são importantes para o clube, para nós, e para o torcedor também. A gente vai avaliar o desgaste. Na segunda e terça praticamente não se treina. Se todos estiverem bem, à disposição, vou levar para o jogo", disse.

O treinador também comentou sobre uma possível fragilidade do Juventude. O adversário desta quarta-feira está na Série C. Isso, porém, não impediu que Marcelo rasgasse elogios ao adversário. Ele lembrou que o alviverde gaúcho, inclusive, eliminou o São Paulo nas oitavas de final.

"Por mais que seja um time de outra divisão, eliminou o São Paulo. Não podemos nos deixar levar pelo adversário. Hoje todo mundo corre muito, dificulta, e eles vão tentar fazer isso aqui para levar a decisão para o sul", disse o treinador atleticano.

Do lado do Juventude, o discurso é o mesmo: nada de priorizar uma competição. O time gaúcho está nas quartas de final da Série C e se passar às semifinais, se garante na Série B de 2017. Apesar disso, a ordem é ir com tudo para cima dos mineiros.

Apesar disso, o diretor executivo de futebol do Juventude, Flávio Campos, descartou escalar reservas contra o time alvinegro na partida de ida pelas quartas de final, nesta quarta-feira, às 19h30, no Mineirão.

"Como não temos um grupo muito grande, não vamos usar um time reserva. A prioridade é a Série C, mas vamos jogar com o Atlético com o que temos de melhor. Claro que aqueles jogadores que estiverem com desconforto ou sentindo alguma coisa, vão ficar de fora", afirmou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos