Árbitro do jogo Inter e Figueirense só tem um jogo de Série A no currículo

Jogo de seis pontos, expectativa de casa cheia. O jogo envolvendo Internacional e Figueirense, neste sábado, às 21h, no Beira-Rio, ganhou mais um ingrediente extra, uma promessa de polêmica: a escalação do árbitro Luiz César de Oliveira Magalhães, do Ceará para comandar o jogo.

A torcida alvinegra está tecendo leves críticas à por ter colocado no sorteio um Juiz inexperiente. Sua última partida na Série A foi em 2015. Neste ano, ele comandou apenas sete jogos nacionais, nenhum na elite.

Apesar da reclamação da torcida, o mandatário do Figueira, Wilfredo Brillinger mostrou-se tranquilo em relação a sua escalação, mas garantiu que ficou um pouco chateado em um primeiro momento.

- Em um primeiro momento, eu esperava um árbitro com mais experiência, mas o critério da CBF tem sido assim. E sorteio existe a chance de pegar um árbitro Fifa ou um que não tem experiência. Fiquei apreensivo no início, ele apitou Paysandu e Bragantino e foi bem. Nessa metodologia da CBF tem isso, existe a chance de cair um árbitro sem experiência. Mas o que queremos é que não se deixe pressionar pelo Beira-Rio. Tem que ter tranquilidade, ser imparcial e não entrar na pressão - comentou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos