Leandro Pereira entra bem e ganha força para jogar com Jesus no Verdão

No melhor momento do Palmeiras no Brasileiro, Dudu, Róger Guedes e Gabriel Jesus formavam um trio de ataque muito perigoso, tendo o camisa 33 como a referência. Agora, enquanto Guedes busca retomar seu melhor rendimento, Jesus tem encontrado dificuldades, especialmente depois da Olimpíada. Cuca já identificou isso e está cogitando mudar o posicionamento do garoto.

Após a derrota para o Grêmio, o técnico citou a possibilidade de voltar a usar Gabriel como um segundo atacante. Assim, abre-se uma vaga para jogar com um centroavante de origem no time, e Leandro Pereira ganhou força nas últimas duas partidas do Verdão.

Sábado, ele entrou no intervalo e abriu o placar contra o Coritiba em uma jogada na qual poucos acreditavam. Na quarta, pela Copa do Brasil, fez o pivô no lance em que Gabriel Jesus sofreu o pênalti convertido por Zé Roberto.

Esta nova formação pode ser usada já na segunda-feira, contra o Santa Cruz. Dudu está suspenso, e Cuca tem usado em alguns momentos Gabriel aberto - foi assim contra o São Paulo, por exemplo, quando entrou pela esquerda e fez uma de suas melhores partidas desde os Jogos Olímpicos.

Diante dos gaúchos, Gabriel começou jogando centralizado, passou para a esquerda e foi testado também no lado direito. Ainda que tenha sido dele o lance capital do Palmeiras, a atuação do camisa 33 foi de novo abaixo do esperado. Desde a medalha de ouro, o atacante tem apenas um gol - o do empate contra o Flamengo, em casa.

Quando começou a acertar o time, antes do Brasileiro, Cuca jogou com Gabriel e um centroavante - na maioria das vezes Alecsandro. Logo no início do nacional, implementou o esquema com o trio veloz que deu resultado, especialmente no primeiro turno.

Com os bons jogos por Palmeiras e Seleção, Gabriel tem sido alvo de uma marcação pesada e está se irritando com isso. Tendo uma referência para chamar a atenção dos zagueiros, talvez o atacante volte a desequilibrar, como fez durante boa parte deste Brasileiro. Opções não faltam para Cuca testar.

OS CONCORRENTES:

Barrios: quando estava começando a ganhar espaço, sofreu uma lesão muscular. Vem entrando no decorrer dos jogos, mas agora está atrás de Leandro. Tem 20 partidas e quatro gols neste ano.

Leandro: o gol no Coritiba findou um jejum de mais de um ano sem marcar. Cuca diz que o camisa 30 é um centroavante com velocidade e gosta de seu estilo. Fez oito jogos e um gol.

Alecsandro: liberado após o erro no doping, ainda está recuperando o ideal de sua forma. Jogou contra o Botafogo-PB; no ano, são 29 partidas e dez gols para o atacante.

Erik: no Goiás chegou a jogar como referência, mas no Palmeiras Cuca o escala pelo lado, por ser um jogador que colabora muito com a marcação dos laterais rivais. Tem três gols em 27 jogos no clube.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos