Aos 80 anos, membro do Comitê de Gestão do Santos quer deixar o cargo

O advogado, empresário e ex-deputado federal Gastone Righi está de saída do Comitê de Gestão do Santos. Aos 80 anos e enfrentando problemas de saúde, Righi já expôs sua intenção ao presidente Modesto Roma Júnior.

O presidente santista e demais membros do Comitê ainda tentam convencê-lo de permanecer ocupando o cargo, mesmo já não participando com a mesma frequência de antes nas reuniões semanais do colegiado. Apesar de ainda não ter anunciado definitivamente sua posição, o advogado não está disposto a seguir no clube.

Nos bastidores, especula-se que a relação entre ele e os demais membros do Comitê de Gestão estava desgastada e que Gastone Righi não concordava com a maioria das decisões. Em contato com a reportagem do LANCE!, contudo, Righi desmentiu os boatos e destacou que sua decisão é exclusivamente por motivo de saúde.

- Eu estou fazendo um tratamento de saúde um pouco longo, já não tenho ido há algum tempo às reuniões. O Santos precisa de gente mais atuante. Conversei ontem (domingo) com o Modesto, mas ele e os outros colegas ainda estão me pedindo para ficar. Não tem nada de carta (deixada criticando a atual gestão) - explicou.

Aos 80 anos, Gastone Righi é o único remanescente da primeira versão do Comitê de Gestão formado por Modesto Roma Júnior, que tinha no início de 2015 José Renato Quaresma, Jorge Corrêa da Costa, José Macedo Reis, Oswaldo Nico Gonçalves, Paulo Roberto Dias e Rodrigo Marino, além do próprio Modesto e de seu vice, Cesar Conforti.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos