Estrela de Cuca brilha, e Palmeiras amplia vantagem ao bater o Santa

O Palmeiras não deixou passar a oportunidade de ampliar sua vantagem na liderança do Brasileirão. Em noite inspirada de Cuca, o time bateu o Santa Cruz por 3 a 2, no Arruda, e agora tem três pontos a mais que o Flamengo (57 a 54). O Atlético-MG vem atrás, com 52.

O primeiro tempo terminou com justa vantagem do Palmeiras, que adotou a sua já habitual estratégia para jogos fora de casa: cozinhou o jogo à espera da hora certa para dar o bote. E foi aos 32 minutos, quando Zé Roberto encobriu o goleiro Edson e fez 1 a 0.

Cuca tem boa parcela de participação neste gol. Erik, o autor da assistência, foi o escolhido para substituir o suspenso Dudu. Zé Roberto, o autor da pintura, foi a surpresa do time titular, como meia. Deu certo.

Se Cuca tem estrela, Doriva também tem. O atacante Arthur, que substituiu o volante Derley no intervalo, mudou a cara do Santa. Foi dele o gol de empate, com um tiro colocado aos dez minutos da etapa final, no momento em que os mandantes amassavam o Verdão.

Cuca também havia mexido no intervalo: Erik cedeu sua vaga a Leandro Pereira, que assistia de dentro do campo ao domínio tricolor. Parecia uma mudança malsucedida até os 20 minutos, quando Moisés lançou, Neris rebateu mal e - adivinhem! - Leandro Pereira chegou batendo para marcar outro gol com as digitais de Cuca.

Mas e a estrela de Doriva, lembra dela? Arthur ressurgiu logo depois do gol do Verdão para sofrer pênalti em lance com Jean. Grafite converteu a cobrança e marcou um gol que pode até ser considerado um prêmio por sua honestidade: no fim do primeiro tempo, ele caiu na área após disputa com Gabriel Jesus, mas admitiu no intervalo que o lance foi normal, apesar da reclamação de seus colegas com o juiz.

Mas prêmio mesmo quem merecia era Cuca. O gol da importante vitória do Palmeiras também teve sua assinatura: foi Cleiton Xavier, 16 minutos após entrar em campo no lugar de Egídio, quem serviu com açúcar para Róger Guedes anotar o terceiro do líder. Eram 34 minutos da etapa final e Jailson ainda apareceu para evitar outro gol de Grafite.

FICHA TÉCNICA

SANTA CRUZ 2 X 3 PALMEIRAS

Local: Arruda, Recife (PE)

Data-Hora: 3/10/2016 - 20h

Árbitro: Dewson Freitas da Silva (Fifa-PA)

Auxiliares: Marcio Gleidson Correia Dias (PA) e Helcio Araújo Neves (PA)

Público/renda: 7.184 pagantes/R$ 102.040,00

Cartões amarelos: Grafite, Pisano, Derley, Néris, Danny Morais, Allan (STA), Gabriel Jesus, Erik (PAL)

Cartões vermelhos: -

Gols: Zé Roberto (32'/1ºT) (0-1), Arthur (10'/2ºT) (1-1), Leandro Pereira (20'/2ºT) (1-2), Grafite (24'/2ºT) (2-2), Róger Guedes (34'/2ºT) (2-3)

SANTA CRUZ: Edson Kolln; Danilo Pires, Néris, Danny Morais e Allan (Jadson, aos 18'/2ºT); Uillian Correia, Derley (Arthur, no intervalo), Pisano (Wagner, 26'/2ºT) e João Paulo; Keno e Grafite. Técnico: Doriva.

PALMEIRAS: Jailson; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio (Cleiton Xavier, aos 18'/2ºT); Tchê Tchê, Moisés e Zé Roberto; Róger Guedes (Thiago Santos, aos 37'/2ºT), Erik (Leandro Pereira, no intervalo) e Gabriel Jesus. Técnico: Cuca.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos